OPUS TUTTI - GERMINAR
13 Dezembro | 19h | Entrada Livre
na Sala Multiusos nº2 do Edifício I&D, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, UNL, na Av. de Berna, 26 - 4º andar, Lisboa


Ciclo de Cinema e Documentário Arte & Infância Organização: Linha de Educação e Desenvolvimento Humano / Laboratório de Música e Comunicação na Infância do CESEM
 
Opus Tutti - Germinar, 2011
Realizado por Pedro Sena Nunes, Opus Tutti - Germinar documenta parte do primeiro ano de trabalho do Projecto Opus Tutti, um projecto artístico e educativo que visa a concepção de boas práticas de intervenção na comunidade dirigidas à infância e primeira infância. O olhar poético e profundo de Pedro Sena Nunes mostra-nos uma proposta educativa e artística intergeracional que viria a culminar num original evento performativo intitulado Um Plácido Domingo realizado nos Jardins Gulbenkian. Do Trilho do Rumor das Canas ao Pátio dos Gamelões, o realizador deixa antever uma proposta estética em que a Música é vista como resposta à necessidade de "afinação do mundo", coabitando com a ecologia do lugar e do momento. Um documentário que, ao registar o efémero de um encontro, reforça os laços e clama: "Abracem as árvores, façam soar as pedras do caminho, ouçam o som as canas, cantem com as aves!"
O Projecto Opus Tutti é apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian sendo uma parceria do Laboratório de Música e Comunicação na Infância do CESEM e da Companhia de Música Teatral.

Moderador
Paulo Filipe Monteiro - Ensina drama, cinema e ficção na Universidade Nova de Lisboa, onde em 1995 se doutorou com uma investigação sobre o cinema português e onde em 2003 fez a sua agregação em Teorias do Drama e do Espectáculo. Foi Presidente da Associação Portuguesa de Argumentistas e Dramaturgos.

Pedro Sena Nunes - Realizador e criador transdisciplinar. Curso de Cinema, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Curso de Realização Cinematográfica, pela Escuela Superior de Cine y Audiovisual de Barcelona e Curso Europeu de Realização em Documentário - Visions. Consultor em várias estruturas de ensino, conta ainda com várias distinções e prémios nas áreas de fotografia, vídeo e cinema.

ESTREIA NOVO DOCUMENTÁRIO PT – ES
PROJECTO A RAIA VISTA POR… 
30 Novembro às 13h
Mosteiro Nuestra Señora del Pradoen Valladolid



O novo documentário de Pedro Sena Nunes, pt-es, será pela primeira vez apresentado ao público na próxima quarta-feira, pela Consejería de Cultura y Turismo de Valladolid.

Pt-es surge enquadrado no projecto A Raia vista por..., co-produção transfronteiriça que envolveu dois realizadores portugueses e dois espanhóis na reflexão da fronteira político-geográfica entre Portugal e Espanha e as suas implicações na relação entre estes dois povos.

Trata-se de um documentário de sentidos – os sentidos produzidos por terras, que antes de terras são pessoas, face à proximidade humana e simultânea firme diferença cultural. Se pouco acrescenta este filme à conformação de cada uma, deixa uma fundamental nota de reflexão: que pontes construiu o tempo entre línguas, relações e comércios?

PEDRO SENA NUNES NO INDIE LISBOA VEM AO VIRIATO
HÁ TOURADA NA ALDEIA + MASTERCLASS

25 Novembro às 21h30 > Exibição de Há Tourada na Aldeia (documentário, 75min.) / 5€


26 Novembro das 15h às 18h > Masterclass Gesticulações entre Cinema Documental e Ficcional / 5€ (1€ na compra de bilhete para uma das sessões do IndieLisboa)

Há Tourada na Aldeia, dedicado à Beira Alta e à observação da tradição da Capeia Arraiana – 6ºdo projecto Microcosmos, o qual desenha retratos de diferentes províncias do país - será exibido hoje à noite no IndieLisboa, Teatro Viriato, Viseu. IndieLisboa apresenta uma curta selecção de filmes variada e dirigida a todo o tipo de público – desde filmes para adolescentes, a cinema português e a um programa de curtas-metragens -, a partir da extensa colecção de excelente obras que tem vindo a exibir na capital, bem como uma Masterclass com Pedro Sena Nunes.

O realizador apresenta em Viseu uma longa experiência pedagógica sobre a engenharia de construção de um plano fílmico. A Masterclass Gesticulações entre cinema Documental e Ficcional procura ler o cinema sem fronteiras de géneros, cinema único e absolutamente relativo que reflecte crítica e criativamente sobre a vida, adaptando-se produção de sentido a cada espectador, segundo as suas competências particulares. A Masterclass é estruturada a partir de uma conversa aberta com todos os participantes.

OPUS TUTTI - Germinar
ESTREIA do Documentário de Pedro Sena Nunes sobre o projecto Opus Tutti
12 de Novembro às 11h
Fundação Calouste Gulbenkian, Sala 1

ENTRADA LIVRE / INSCRIÇÕES LIMITADAS



Apoiado pelo Serviço de Educação da Fundação Calouste Gulbenkian, OPUS TUTTI – Práticas Artísticas na Criação de Raízes Sociais e Educativas é um projecto artístico e educativo da Companhia de Música Teatral e do Laboratório de Música e Comunicação na Infância do CESEM-FCSH (UNL), que visa a concepção de boas práticas de intervenção na comunidade dirigidas à infância e primeira infância.

O Encontro Arte para a Infância e Desenvolvimento Humano, desenvolvido no contexto do OPUS TUTTI, pretende lançar novas questões e debater temas importantes à reflexão e criação de materiais e estratégias de trabalho, promovendo a melhoria das práticas artísticas na infância. O Encontro conta, para tal, com a presença de vários especialistas da infância, quer das áreas científicas quer de áreas artísticas.

Pedro Sena Nunes, com o apoio da Vo'Arte, acompanhou e documentou o processo criativo do OPUS TUTTI, pela primeira vez apresentado ao público n’Um Plácido Domingo, acção que integrou uma residência artística entre 5 e 9 de Setembro no Jardim Gulbenkian e reuniu artistas, educadores, crianças, pais e avós, cujas visões e reacções serão neste filme apresentadas.


INSCRIÇÕES
Enviar email para educa@musicateatral.com solicitando a ficha de inscrição. O número de participantes é limitado e as inscrições aceites por ordem de chegada.

ONDE
Fundação Calouste Gulbenkian
Av. de Berna, 45A
Metro: S. Sebastião (linhas Azul e Vermelha)
Autocarros: 716, 718,726, 742, 746, 756

MASTERCLASS DE PEDRO SENA NUNES PERCURSOS INVISÍVEIS // IRI - IMAGENS DO REAL IMAGINADO
Com exibição de excertos dos filmes Da Pele à Pedra, Ícaro e Hope
Ciclo de Fotografia e Cinema Documental 8ª edição - O Cinema e as Artes
3 de Novembro às 18h
Biblioteca Municipal Almeida Garret
ENTRADA LIVRE


Pedro Sena Nunes é convidado na 8ª edição do IRI para orientar uma masterclass de cinema documental num contexto da transversalidade artística. Promovido pelo Departamento de Artes da Imagem da ESMAE, o IRI trata na sua 8ª edição a discussão do cruzamento entre cinema e outras artes, defendida pelo programador Jorge Campos como uma relação desde sempre dinâmica e contraditória que hoje se reveste de novo sentido num contexto em que os cruzamentos disciplinares ganham importância.

Da Pele à Pedra (documentário/vídeo-dança), Ícaro (documentário) e Hope (vídeo-dança/experimental) são filmes que traçam um percurso invisível entre o registo documental e a exploração de linguagens cinematográficas experimentais no domínio do movimento e/ou da relação do realizador com a criação performativa. Em destaque no IRI estão também uma retrospectiva de Jacques Demy e um conjunto de curtas-metragens que reflectem sobre a Alemanha do presente.

APRESENTAÇÃO DO LIVRO DE JOÃO F. PUPO POR PEDRO SENA NUNES
27 de Outubro às 18h30
Livraria Leya na Barata



Pedro Sena Nunes apresentará o livro do seu ex-aluno João F. Pupo “Fotografia, Som e Cinema”, no seu lançamento a decorrer na próxima 5ª feira na Livraria Leya. 

João F. Pupo é Professor convidado na Universidade Católica Portuguesa, com experiência na área do cinema em escrita de argumento, direcção de fotografia, operação de câmara e assistência de imagem em curtas e longas-metragens, bem como videoclips. A prática do cinema associada à do ensino leva o autor a procurar nesta obra oferecer ferramentas teóricas e práticas de utilização de equipamentos de imagem e som – veiculados à recolha, edição e publicação –, sob o argumento de que estes devem ser entendidos como extensões dos sentidos, permitindo comunicar de forma criativa e eficaz.

Uma obra de relevo para todos os interessados na melhoria da sua performance na prática audiovisual.

ONDE

Leya na Barata
Av. de Roma, 11A / Metro:Alvalade



INARTE - ENCONTROS INTERNACIONAIS DE INCLUSÃO PELA ARTE // 2 a 16 de Novembro 
WORKSHOP | MASTERCLASS | MOSTRA DE VÍDEO | EXPOSIÇÃO
Lisboa, Coimbra, Leiria, Évora, Alcoitão







Com o intuito de promover a continuidade e experiência que muitos nos deixaram e que apreendemos, assinalamos em Novembro o ano intercalar do que são estes Encontros bianuais. Os Encontros InArte incluirão a programação de workshops integrados onde serão desenvolvidas competências ao nível do movimento, orientados por coreógrafos com experiência adquirida no âmbito da dança inclusiva, um workshop de reflexão e criatividade para crianças invisuais e amblíopes, uma masterclass, uma mostra de vídeos documentais e uma exposição de fotografia retrospectiva dos primeiros encontros sob o olhar do fotógrafo Cláudio Ferreira.

INSCRIÇÕES ABERTAS WORKSHOPS E MASTERCLASS
Consultar fichas descritivas workshops e programação em: www.encontrosinarte.wordpress.com
Questões: info@voarte.com
ÍNDIOS SAEM DA MEIA PRAIA 



José Afonso celebrizou os "índios da Meia Praia" e Pedro Sena Nunes elogiou-os. "Elogio ao meio" trouxe de novo para a mira das objectivas a comunidade de pescadores que construiu, em período revolucionário, o seu próprio o bairro. Mas as casas que fizeram história ao ser erguidas em breve serão destruídas. Assim decidiu a Câmara de Lagos. 
Os moradores mais antigos não aceitam deixar as casas que, após o 25 de Abril, ergueram graças ao esforço colectivo, ao seu dinheiro e ao apoio do Estado. Por saberem que aquele lugar e aquelas casas lhes pertencem, recusam a decisão da câmara. Quando falam em ficar, fazem-no com o mesmo sentimento de solidariedade com que, há mais de 30 anos, carregaram cimento e tijolos.
As brincadeiras do antigamente, os velhos e os novos "índios" e os barcos que se fixavam no mar estão a ser vencidos por novos costumes e novas decisões, serão agora totalmente esquecidos?
Fonte: Diário de Notícias, 18 de Setembro de 2011 (aqui)


HÁ TOURADA NA ALDEIA  / /
FESTIVAL EXPRESSÕES IBÉRICAS
Biblioteca Municipal de Alcochete / 13 de Outubro às 21h00
Com presença do realizador e do Vereador da Cultura da C.M. de Alcochete
Entrada livre limitada à lotação da sala



O 6º e mais recente documentário do projecto Microcosmos de Pedro Sena Nunes é apresentado no 8º Festival de Expressões Ibéricas, cuja missão se define como estabelecer a ligação às raízes, tradições e transformações na música, teatro, dança, literatura e artes plásticas nos países e nas regiões da Península Ibérica. O Festival inclui este ano a área do cinema com a projecção de Há Tourada na Aldeia, num interessante paralelo entre a cultura da Garraiada de Alcochete (onde decorre o Festival) e a tradição da Capeia Arraiana da Beira Alta exposta no filme, da qual é feito um retrato essencialmente humano a partir do impacto social gerado pela competição e festa da Capeia em aldeias desertificadas da Raia.
Após a exibição do filme será moderado um debate com presença do realizador, do Vereador da Cultura e da Educação de Alcochete, Paulo Alves Machado e do programador do Festival José Luís Grilo.


Trailer Há Tourada na Aldeia
HOPE // 19ª QUINZENA DE DANÇA DE ALMADA
Video-Dance Showcase
28 Setembro às 21h30 / FNAC Almada
13 Outubro às 19h / Faculdade Ciência Sociais e Humanas, Auditório 3, Lisboa
15 Outubro às 15h / Sala de Audiovisuais, Teatro Municipal Almada

Entrada livre limitada à lotação da sala


A curta-metragem experimental Hope de Pedro Sena Nunes será exibida por três vezes em diversos locais de Lisboa e Almada no âmbito da Video-dance Showcase da 19ª Quinzena de Dança de Almada.
Hope participou já em 32 Festivais desde 2010 tendo ganho 2 prémios nacionais, um dos quais no Fantasporto. Hope revela a fusão animal entre homem e mulher e seu desdobramento em novos mundos. O acordar do toque na matéria densa gera o confronto entre a efemeridade e o poder destrutivo da criação. Uma sublime realidade emerge da prisão aquática do desejo. De mundos de fome, sobrevivência e lassidão gera-se uma nova vida.
Hope é um dos 15 vídeo-dança seleccionados, dos quais 6 são projectos nacionais, para a Quinzena, reconhecida plataforma de partilha artística nos âmbitos da coreografia e do vídeo. 

INÍCIO DAS FILMAGENS DO NOVO FILME
A RAIA VISTA POR...
9 de Setembro / Região da Raia


Vão iniciar-se as filmagens do projecto transfronteiriço A Raia Vista por quatro realizadores, dois portugueses Pedro Sena Nunes e João Trabulo, e dois espanhóis Isabel de Ocampo e a dupla Gabriel Velázquez / Chema de la Peña. Este é um desafio lançado aos realizadores pelo Teatro Municipal da Guarda e Junta de Castilla y León. 
Trata-se de explorar as histórias que compõem a ideia da "Raia" - linha de fronteira que separa Portugal e Espanha - e mostrar as relações sociais e as dinâmicas vivenciais entre os dois povos vizinhos. As 4 curtas-metragens resultantes têm estreia marcada para o dia 9 de Dezembro no Teatro Municipal da Guarda, juntamente com o lançamento de uma edição luso-espanhola dos filmes em DVD. 
Um novo desafio para um novo olhar sobre um lugar já tão próximo, depois da viagem de Há Tourada na Aldeia, retrato da região da Beira Alta.
UM PLÁCIDO DOMINGO / PROJECTO OPUS TUTTI
11 de Setembro / 10h30 às 12h30
Passeio e diálogos performativos no Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian
Especialmente dedicado a famílias com bebés

Entrada livre



Pedro Sena Nunes, com o apoio da Vo'arte, acompanha o processo criativo do Projecto Opus Tutti. Apoiado pelo Serviço de Educação da Fundação Calouste Gulbenkian, Opus Tutti é um projecto da Companhia de Música Teatral e do Laboratório de Música e Comunicação na Infância do CESEM-FCSH (UNL). Um Plácido Domingo é uma das acções deste projecto, a culminar uma residência artística que, entre 5 e 9 de Setembro no Jardim Gulbenkian, reúne artistas, educadores, crianças, pais e avós e contará com o olhar poético de Pedro Sena Nunes. 
Em Novembro, no âmbito do I Encontro Internacional Arte para a Infância e Desenvolvimento Humano, serão apresentadas algumas das suas visões.

Sobre o projecto:
http://vimeo.com/26007405
http://vimeo.com/26004313
Companhia de música teatral:
http://www.musicateatral.com/index.php

Como chegar
Avenida de Berna 45-A Lisboa
Metro: Praça de Espanha ou São Sebastião (linha azul)
Carris: 16, 726, 56
Tel.: 217 823 00
VO'ARTE NO ANDANÇAS // 

SOBRE RODAS / espectáculo de dança de rua
CiM - Companhia Integrada Multidisciplinar
5 Agosto às 19h30
HÁ TOURADA NA ALDEIA / documentário
Pedro Sena Nunes
6 Agosto às 14h
ARQUIVAR / performance para todos
Ana Rita Barata e Pedro Sena Nunes
6 de Agosto às 19h30 e 7 de Agosto às 20h30

A Vo'Arte em destaque no Andanças! No primeiro dia, é apresentada a peça Sobre Rodas da CiM no ambiente único de São Pedro do Sul. Entrosada no conhecido ambiente de partilha multicultural do Andanças, a CiM vai fazer um mundo inteiro circular nas suas poesias.


No segundo dia, exibição do filme Há Tourada na Aldeia de Pedro Sena Nunes na secção CineDigestivo do Festival. Pelo fim da tarde Arquivar, performance para todos criada e interpretada pela família Sena Barata, com segunda apresentação no dia 7 de Agosto. Aquivar joga com palavras e seus múltiplos sentidos, sintonizando a literatura, a dança, o desenho e a música com o espaço e a sua pulsação arquitectónica. 


A Vo’Arte quer aproximar no Andanças artistas ao público num acto performativo de criação e reflexão conjunta! E fazer dançar, expressar, viver de alegria todos os que a ela se juntem!

Ver Programa do Andanças AQUI
CiM RETORNA SOBRE RODAS DE
CHALON DANS LA RUE
Companhia Integrada Multidisciplinar com Sobre Rodas em França


Depois de uma longa viagem "sobre rodas" a CiM regressa hoje de Chalon-sur-Saône, da 25ª edição do Festival Transnacional de Artistas de Rua Chalon Dans la Rue, onde figurou, de entre mais de 200 companhias apresentadas, como a única companhia portuguesa. Sobre Rodas foi apresentado ao longo de 4 dias e recebido pelo público com aplausos e comoção. Na minha tarefa atenta de operador de som, acompanhei a CiM no seu primeiro passo maturo no mercado artístico internacional. 
Ao longo dos seus 3 anos de existência Sobre Rodas já foi visto por mais de 25.000 espectadores, a adicionar à multidão que partilhou esta aventura connosco em França! Desde o nascimento do espectáculo muito mudou, e continuamos a evoluir para formas de expressão mais próximas das relações que presentemente se estabelecem entre intérpretes e o mundo ao seu redor. 
Em breve teremos o input criativo das palavras dos seis escritores que a partir de um ensaio da CiM propuseram inovadoras visões literárias! (ver post 11.07) Assim se honra a missão e inspiração multidisciplinar da CiM.

Trailer  Sobre Rodas na Casa da Música
Blog CiM  / Website CiM
HÁ TOURADA NA ALDEIA //
DOCUMENTÁRIO E PATRIMÓNIO RURAL
S. Lourenço Montaria, Viana do Castelo / 29 a 31 de Julho
Exibição: 29 de Julho sexta-feira / 22h
Entrada livre


Documentários ao ar livre
de Pedro Sena Nunes, Carlos Eduardo Viana e Franz Simon, Ernesto Veiga e Benjamin Pereira
Música / Dança / Gastronomia tradicional / Fotografia rural

Iniciativa na área do cinema e património organizada pela Associação Ao Norte e Junta de Freguesia da Montaria, pretende reflectir, através do documentário, sobre as mutações do mundo rural. As profundas transformações sofridas nas últimas décadas impactaram extraordinariamente no mundo rural, sendo visíveis na sociedade, na paisagem, na tecnologia, nos modos de vida.
Documentário e património Rural tem como objectivos promover o documentário e o filme etnográfico; contribuir para o registo de uma memória audiovisual da região e valorizar o património e os recursos endógenos.

HOPE NO FUSO //
ANUAL DE VÍDEO-ARTE INTERNACIONAL DE LISBOA

// Exibição
29 de Julho sexta-feira / 23h30 (1ª sessão às 22h)
Claustro do Museu de História Natural
// Entrega de prémios secção Competitiva Portugal

30 de Julho sábado / 22h
Jardim da Carpe Diem Arte e Pesquisa
Entrada livre!



Depois da vitória no Fantasporto, Hope é seleccionado para a secção competitiva Portugal do FUSO, sob direcção artística de Jacinto Lageira. Plataforma de divulgação da vídeo arte portuguesa e sua integração com outros autores internacionais, o FUSO posiciona-se a cada ano como festival de referência nesta área, reunindo em torno de um tema específico o que de mais interessante se tenha produzido.

“O fixo é movente” é o tema exposto por Jacinto Lageira para a edição de 2011 do FUSO. Segundo o professor de estética e crítico de arte “as imagens estão sempre no tempo, decorrem dentro do tempo, estão na consciência temporal do espectador, e contêm um tempo histórico que é necessariamente diferente para todos”. Como tal, “não existem imagens fixas; tudo é movente.”
Para além da secção competitiva o FUSO tem como linhas de programação um programa monográfico dedicado a um autor de referência nas áreas do cinema experimental e da vídeo arte, programado por curadores convidados pela direcção do festival e um programa temático, onde cada curador convidado pelo festival traça um percurso compreensivo através de diversos autores.

Participem no FUSO de 26 a 30 de Julho de 11 numa Lisboa de terraços, jardins e esplanadas!
+ INFO FUSO

Localização
// Museu de História Natural (29 julho)
Rua da Escola Politécnica, 58
Metro: Rato (linha amarela)
Autocarros: 58 e 773

// Carpe Diem Arte e Pesquisa (30 Julho)
Rua de O Século, 79, Bairro Alto
Metro: Baixa-Chiado (linhas verde e azul)
Eléctrico: 28E / Autocarro: 92
MASTERCLASS//                                                 Gesticulações entre Cinema Documental do Ficcional
16 Julho das 15h às 18h / etic_algarve
Preço: 15€
Preço comunidade etic: 7,5€



Esta masterclass procura ler o cinema sem fronteiras de géneros, uma vez que o cinema é só um. Através de uma conversa aberta com os participantes, Sena Nunes trará à etic_algarve uma longa experiência pedagógica sobre a engenharia de construção de um plano fílmico. Participem e disponibilizem-se para prosseguir esta direcção de pesquisa, ensino e prática da cultura como valor. O cinema é um acontecimento social relevante, no qual a aprendizagem é feita através dos sentidos. E pensar o cinema é reflectir crítica e criativamente sobre a vida.

INSCRIÇÕES
www.eticalgarve.com
CiM INSPIRA ESCRITORES E DANÇA COM PALAVRAS
11 a 21 de Julho / zdb


O escritor Rui Paiva, convidado pela CiM - Companhia Integrada Multidisciplinar para colaborar na escrita da última peça O Depois (segunda parte da Trilogia Tempo, iniciada em 2009 com O Aqui), está a dirigir uma residência artística na zdb em conjunto com cinco escritores de universos ficcionais distintos: Miguel Manso, António Poppe, Mattia Denisse, Margarida Vale Gato e Joana Bértholo. 
O grupo de escritores realizará ao longo de 10 dias diversos exercícios ligados a outras áreas artísticas tais como o cinema, o teatro, a dança. Neste último âmbito, participarão num ensaio da CiM, que servirá de mote criativo em relação ao qual produzirão textos. 
Esta é a primeira residência literária da galeria zdb, que tem como objectivo unir técnicas, métodos e perspectivas de escrita diversos num espaço de criação e partilha gerador de um resultado final comum. 
A proposta é a de estas explorações literárias retornem à CiM para nova interpretação. 
Esta fascinante criação terá colaboração e contributo criativo de Pedro Sena Nunes e Ana Rita Barata.
EXTENSÃO XI ENCONTROS DE VIANA //
GOETHE-INSTITUT 
REVISÃO DIA 29 JUN

O primeiro dia da extensão dos XI Encontros de Viana - Cinema e Vídeo decorreu com tranquilidade no simpático jardim do Goethe-Institut. O filme projectado visível nas fotografias, "Between Walls", de Ana-Felicia Scutelnicu, retrata em ficção a situação de trabalhadores Moldavos ilegais em Berlim. 
Um agradecimento especial à dffb pela disponibilização das 9 magníficas curtas-metragens, uma vez mais amplamente reconhecidas pelo público. 

Hoje há mais, com projecção dos 3 filmes premiados com o PrimeirOlhar, que promove o documentarismo pela atribuição de distinções a filmes realizados por alunos de escolas de cinema, avaliados por júris qualificados. 

Goethe-Institut, Campo dos Mártires da Pátria - Lisboa / 19h
ENTRADA LIVRE, apareçam!
XI ENCONTROS DE VIANA // EXTENSÃO GOETHE
Dias 29 e 30 de Junho + 1 de Julho / 19h
ver programa AQUI

29 DE JUNHO
ESCOLA CONVIDADA / DFFB German Film and Television Academy

A German Film and Television Academy Berlin (dffb) é uma escola para formação de profissionais criativos para o cinema e televisão. Fundada em 1966, é hoje uma das mais reconhecidas instituições nestas áreas de formação. Muitos dos seus diplomados ao longo dos últimos 44 anos deixaram a sua marca no mundo do cinema e da televisão na Alemanha, na Europa e além fronteiras.

 
                    The Girl with the Yellow Stockings de  Grzegorz Muskala

Filmes apresentados
Mistress de IJ. Biermann / Alemanha, 2009, ficção, 5’
Cocoon de Till Kleinert  / Alemanha, 2009, ficção, 7'
First Frost de Maria-Anna Rimpfl / Alemanha, 2009, ficção, 6'
Red de Joanna Ashton-Jones / Alemanha, 2007, ficção, 4'
In Tirana de Roberto Anjari-Rossi / Alemanha, 2007, ficção, 6'
Between Walls de Ana-Felicia Scutelnicu / Moldávia/Inglaterra, 2007, ficção, 15’
The Girl with the Yellow Stockings de Grzegorz Muskala / Alemanha, 2009, ficção, 12’
The Tear de Biene Pilavci / Alemanha, 2009, ficção, 9’
Sparrows de Jan Speckenbach / Alemanha, 2008, ficção, 6’

30 DE JUNHO
FILMES PREMIADOS PRIMEIROLHAR
O Prémio PrimeirOlhar foi criado com o objectivo de promover o documentarismo.
Podem concorrer documentários realizados por alunos das escolas de cinema, de audiovisuais ou cursos na área da Comunicação, e a participantes em cursos de documentarismo promovidos por outras entidades, de Portugal e da Galiza.

                                                                                           Viagem até Casa de Bárbara Veiga
A Banana do Pico de Luís Bicudo / Portugal, 2010, documentário, 27’
Prémio Júri Oficial PrimeirOlhar
Prémio Júri IBERTELCO PrimeirOlhar
Prémio Júri IPJ PrimeirOlhar

Viagem até Casa de Bárbara Veiga / Portugal, 2010, documentário, 34’
Prémio Júri PrimeirOlhar Cineclubes


Píton de André Guimoar / Portugal, 2010, documentário, 19’
Menção Honrosa Júri PrimeirOlhar cineclubes


1 DE JULHO
HOMENAGEM AOS REALIZADORES HARUN FAROCKI E WIM WENDERS
Lições de Escuridão de Harun Farocki / Kuwait, 1992, Doc, 55’
Tokio-Ga de Win Wenders / Japão, 1985, Doc, 92’

LOCALIZAÇÃO
Goethe-Institut
Campo dos Mártires da Pátria, 37 Lisboa
DOCUMENTÁRIO FRAGMENTOS // CINE-CLUBE DO BARREIRO
18 de Junho / 15h / Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro
Entrada Livre


Fragmentos, documentário resultante de um projecto cinematográfico coordenado em 2009 nos ateliers de vídeo do Cine Clube do Barreiro por Pedro Sena Nunes, será novamente apresentado, no âmbito do lançamento público do Guia Documental do Arquivo do Cine Clube do Barreiro.
Neste projecto, os criadores foram convidados a explorar e interpretar o Barreiro actual numa forte base experimental, utilizando registos e relações espaciais e sociais. Da autoria de Cláudio Ferreira, Filipa Menezes, Heitor Fonseca, Isabel Teixeira e Luís Luz e apresentado pela primeira vez na Mostra Atelier de Vídeo 09, o projecto explora sensivelmente o universo audiovisual numa perspectiuva de desafio e estímulo da sua progressão tecnológica, cada vez mais dependente do digital.

O evento, a decorrer no próximo sábado, contará ainda com uma reflexão sobre a actualidade do Cineclubismo, por João Paulo Macedo (Federação Internacional de Cineclubes) e com um concerto de jazz do trio de Jorge Moniz (bateria), com Júlio Resende (piano) e João Custódio (contrabaixo).

Apareçam!
XI ENCONTROS DE VIANA // EXTENSÃO GOETHE
29 de Junho a 1 de Julho / 19h / Goethe Institut



Numa co-produção Associação Ao Norte/Associação Vo’Arte, os XI Encontros de Viana têm como principais objectivos a formação de públicos, o estabelecimento de plataformas para a estreia e divulgação de filmes e a promoção do diálogo entre realizadores consagrados, jovens criadores e jovens em fase de formação. O destaque é dado ao género documental, explícito nos filmes premiados com o PrimeirOlhar, realizados por alunos de escolas de cinema e audiovisuais e apresentados também em Lisboa.

O país convidado nesta edição é a Alemanha, e, neste sentido, o programa apresentado no Goethe Institut incluirá apresentação dos melhores filmes dos últimos 12 anos da Escola de Cinema de Berlim, e uma homenagem especial aos realizadores alemães Werner Herzog, Harun Farocki e Wim Wenders pelo seu contributo criativo ao cinema.

Localização
Goethe Institut
Campo dos Mártires da Pátria, 37
1169 – 016 Lisboa

Mais informações sobre a programação em breve.
MASTERCLASS DOCUMENTÁRIO // ALGARVE FILM COMISSION
11 de Junho / 15h00 / Junta de Freguesia de Estói
Participação gratuita sujeita a pré-inscrição



Pedro Sena Nunes volta a partilhar a sua visão sobre o documentário, pelo convite da Film Comission, enquadrado no projecto DOCUMENTAR, a leccionar uma Masterclass na Junta de Freguesia de Estói, Faro.
Organizado pela Argarve Film Commission com o apoio da PRODER, o projecto DOCUMENTAR prevê um conjunto de actividades no Gal Interior Algarve Central e Gal Terras do Baixo Guadiana. 

Pedro realiza documentários desde 1993 (Materialidade Teatral, 12'), contando no seu currículo com mais de 15 produções nesta área, à qual se dedica particularmente. Destas fazem parte o projecto Microcosmos, projecto de uma vida que procura um retrato das diversas províncias de Portugal, cujo 7º filme está hoje em processo de criação.

Sobre o Documentário - referências
O termo documentário é geralmente usado para designar um filme com carácter de documento. Usado assim como adjectivo, o termo qualificaria todo o filme que, de modo verdadeiro, autêntico e com indiscutível evidência, desse a conhecer um qualquer aspecto do passado. Desse modo o filme documentário pertenceria ao vastíssimo conjunto dos documentos estudados pela ciência histórica denominada Diplomática. Esta ciência define o documento como sendo um vestígio do passado a partir do qual o historiador constrói o facto histórico.
A ficção é entendida como o resultado da criação imaginária do autor de um filme, como o resultado da expressão da sua imaginação. Enquanto os documentários nos mostram imagem de um mundo que existe fora dessas imagens, a ficção constrói um mundo para o qual nos transporta.

Excertos de O Filme Documentário - História, Identidade, Tecnologia Manuel Penafria

Localização
Junta de Freguesia de Estói
Largo Ossónoba, 71
Email: geral@jf-estoi.pt
Tel: 28 999 16 20 / 28 999 79 80


DOCUMENTÁRIO DA PELE À PEDRA
Biblioteca Arquitecto Cosmelli Sant'Anna / 8 Junho / 19h
Entrada livre  



Última oportunidade de ver a exposição e o documentário Da Pele à Pedra.

“O pó continua lá, só não há seres vivos. Foram vinte dias em dois anos, e não se viu um rato, ou outro ser vivo, apenas uma ou outra vez um Pardal se aventurou naquele inferno. (...) O veneno andava no ar, árvores, plantas, aqui à volta tudo morria. Às mulheres morriam os filhos no ventre, os homens cuspiam sangue, até o engenheiro inglês morreu.”

Localização
Biblioteca Arquitecto Cosmelli Sant’Anna
Junta de Freguesia de São Mamede
Largo de S. Mamede, nº 7 – Lisboa
ENCONTROS DE VIANA // OLHARES FRONTAIS
6 a 8 de Maio
Teatro Sá de Miranda / Viana do Castelo
Entrada livre


Os Encontros de Viana voltam a convidar para a sua 11ª edição Pedro Sena Nunes na qualidade de programador dos Olhares Frontais, a decorrer entre 6 e 8 de Maio no Teatro Sá de Miranda em Viana do Castelo. 

                                                                                                             FOTOGRAFIA DE

Na área da formação, o realizador, à semelhança dos anteriores Encontros, orienta as Histórias na Praça, levando os mais pequenos a um contacto próximo com o processo de feitura de um filme, fases de preparação e rodagem. 

Ao longo das várias edições, já colaboraram cerca de 25 escolas e  perto de 1100 alunos dos 
ensinos básico e secundário. Participar numa  História da Praça é  como viver  colectivamente  uma  intensa e inesquecível experiência de cinema! 
Terminam hoje as Histórias da Praça deste ano, resultando em pequenos filmes com duração entre 4 e 7 minutos que traduzem diferentes experiências, vivências e histórias reais ou imaginadas daquele espaço pelos olhos dos pequeninos. 



Também escolha do programador, decorre até 15 de Maio a exposição Fotografias de Rodagem do Cinema Português, espólio cedido pela Cinemateca portuguesa, em vários locais a saber.  


                                                                                 RED de Johanna Ashton-Jones (dffb)

O programa dos Olhares Frontais inclui a exibição dos European Short Film Nominees 2010; a Competição para o Prémio PrimeirOlhar, ao qual concorreram jovens estudantes e realizadores de todo o país; apresentação de filmes e debate com alunos do Mestrado em Documentário Creativo da Universidade de Barcelona, German School and Television Academy Berlin (dffb) e Restart; masterclass sobre Documentário; debate sobre Projecção de Cinema Digital em Portugal; apresentação de um documentário dos Documentalistas Sul Africanos, identificados com a responsabilidade social na arte cinematográfica; documentários nacionais destacados em 2010 e homenagem aos realizadores Werner Herzog e Harun Farocki. A entrada é livre para toda a programação, apareçam!


SOBRE OS ENCONTROS DE VIANA
Os Encontros de Viana têm como principais objectivos a formação de públicos, o estabelecimento de plataformas para a estreia e divulgação de filmes e a promoção do diálogo entre realizadores consagrados, jovens criadores e jovens em fase de formação. O destaque é dado ao género documental.
Na construção dos XI Encontros Viana – Cinema e Vídeo partilhamos a mesma cultura e comungamos dos mesmos objectivos: estimular a renovação do encontro e do diálogo, promovendo novas janelas de visionamento e promoção de novos talentos. Procuramos a fusão de experiências de alunos, escolas, interessados e profissionais que expõem novas tendências, manifestações conceptuais e trabalhos de agentes activos da indústria criativa. Procuramos o encontro e aprendemos a diminuir as distâncias reais no mundo globalizado.
                                                                                                         Pedro Sena Nunes