Pedro Sena Nunes coordena

Plano Frontal


Inscrições abertas!

Pedro Sena Nunes será coordenador do novo projecto Plano Frontal – Residência Cinematográfica, integrado no festival FILMES DO HOMEM/Festival de Documentário de Melgaço, organizado pela Câmara Municipal de Melgaço e pela Associação AO NORTE.

O projecto decorre de 29 de Julho a 5 de Agosto em Melgaço e, sob a orientação do realizador, quatro equipas formadas por quatro jovens realizadores, quatro operadores de som e quatro operadores de câmara, realizarão quatro documentários sobre temas locais que lhes serão propostos.

O Plano Frontal - Residência Cinematográfica tem como objectivo contribuir para um arquivo audiovisual sobre o património imaterial de Melgaço, dotar o Espaço Memória e Fronteira de obras audiovisuais que abordem a história da região, promover o filme documentário e o aparecimento de novas equipas técnicas e artísticas.

As inscrições estão abertas! Consultem o regulamento aqui e a ficha de inscrição aqui (deverão fazer o download clicando em “share” e de seguida em “download”, imprimir, preencher e digitalizá-la, enviando-a para o endereço disponibilizado).

Participem!
Cinemateca Portuguesa exibe «Elogio ao 1/2»




A convite da Cinemateca PortuguesaElogio ao ½ de Pedro Sena Nunes, será exibido na Cinemateca, a 27 de Maio, às 19h.

O filme está inserido no ciclo «25 de Abril, Sempre - Parte II. A Distância das Coisas» e foca o plano arquitectónico S.A.A.L. - Serviço de Apoio Ambulatório Local, que criou novas realidades sociais no pós-25 de Abril.

Não faltem!

Encontros de Cinema de Viana






À semelhança das edições anteriores, este ano os Encontros de Cinema de Viana incluem a secção Olhares Frontais, programada por Pedro Sena Nunes.

De acordo com a associação Ao Norte, os Encontros de Cinema de Viana «afirmam-se como uma experiência única no meio cultural da região e do país, ao proporcionarem um espaço comum de partilha, formação e debate em que confluem estudantes de cinema e das escolas da região, cineclubistas de Portugal e da Galiza e público em geral, enriquecido com a participação activa de profissionais deste meio artístico. São um espaço de exibição, divulgação e reflexão, que aposta numa forte ligação aos mais jovens, à convocação de um espectro amplo e plural de públicos e ao estímulo do trabalho criativo sobre a imagem e do seu poder para representar o que nos rodeia».

Olhares Frontais é uma secção privilegiada de partilha e conhecimento entre alunos das escolas de cinema, cineclubistas e profissionais do meio cinematográfico, que inclui o Concurso do Prémio PrimeirOlhar, uma secção competitiva que promove o documentarismo e premeia o melhor documentário realizado por alunos das escolas de cinema, de audiovisuais e de comunicação, ou por participantes em cursos de formação nessa área, e as Melhores Curtas-Metragens Europeias daEuropean Film Academy.



Mais informações sobre os Encontros aqui.

Programação dos Olhares Frontais disponível aqui.
Elogio ao ½ nas comemorações 40 anos do 25 de Abril




Departamento de Ciências da Comunicação em parceria com o Departamento de Ciências Musicais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa está a organizar um conjunto de actividades entre 13 e 15 de Maio para comemoração dos 40 anos do 25 de Abril.

Neste contexto, o ciclo de cinema «25 de Abril e Depois» exibirá Elogio ao ½, do realizador Pedro Sena Nunes, no dia 14 de Maio, às 15h15, no Auditório 1.

Elogio ao ½ foca o plano arquitectónico S.A.A.L. - Serviço de Apoio Ambulatório Local e a sua projecção contribuirá para dar a conhecer uma das inúmeras realidades socioeconómicas vividas no pós-25 de Abril.

entrada é livre, não faltem!





Pedro Sena Nunes no Ciclo de Cinema dedicado a Augusto Cabrita


No âmbito do projecto em rede «Olhar Augusto Cabrita»Pedro Sena Nunes foi convidado a participar num Ciclo de Cinema dedicado a Augusto Cabrita enquanto cineasta e director de fotografia.


O Ciclo de Cinema decorre entre 7 e 28 de Maio no Fórum Cultural José Manuel Figueiredo (Baixa da Banheira, Moita) e Pedro Sena Nunes estará presente na sessão do filme Belarmino, que decorrerá a 14 de Maio, às 21:30h, de forma a contribuir para a contextualização do filme e a proporcionar uma análise mais aprofundada da obra.



Contamos com a vossa presença!





Curso 
«Documentário: escrever um projecto pessoal»


Pedro Sena Nunes está de volta à Escrever Escrever para uma nova edição do curso «Documentário: escrever um projecto pessoal».

Às terças-feiras, entre 1 e 22 de Abril, tempo para explorar os caminhos e potencialidades de um género em ascensão, a partir das 19h.

Não deixem passar esta oportunidade e inscrevam-se! Vagas limitadas!


Inscrições e mais informações aqui.
Vo’Arte colabora na peça

 Ode Marítima


Uma co-produção do São Luiz Teatro Municipal e do Teatro Nacional São João, Ode Marítima conta com a colaboração da Vo’Arte.

Pedro Sena Nunes concebeu e implementou as imagens para a peça com o apoio de João P. Duarte na pós-produção.

Inspirada no poema Ode Marítima, de Álvaro de Campos, a peça conta com uma equipa repleta de grandes nomes como Natália LuizaJoão Gil (colaboradores da CiM – Companhia Integrada Multidisciplinar), Diogo Infante, Miguel Seabra e Fernando Ribeiro e estará em cena no São Luiz Teatro Municipal, entre 5 e 16 de Março.

A não perder!



Coimbra: Extensão InShadow + Masterclass Pedro Sena Nunes

Casa da Esquina, em Coimbra, acolhe no próximo dia 21 de Fevereiro uma Extensão InShadow e recebe Pedro Sena Nunes para dar a masterclass ScreenDance - Cinema e Dança, que incide sobre a relação entre o vídeo e a dança, tema que o realizador tem vindo a explorar em inúmeros filmes ao longo da sua carreira.

A projecção da Extensão InShadow, composta por alguns dos filmes premiados no InShadow – Festival Internacional de Vídeo, Performance e Tecnologias, ilustrará o tema da masterclass e abrirá um espaço de discussão e partilha entre Pedro Sena Nunes e todos os presentes.

masterclass decorre entre as 14:30h e as 17h e a Extensão InShadow tem início às 18h. Entrada livre!

Mais info: http://nacasadaesquina.blogspot.pt/


Apareçam!
Curso Documentário: escrever um projecto pessoal


Interessam-se por cinema?

Querem entrar no mundo do documentário

Este mês, Pedro Sena Nunes desbrava os caminhos deste género com cada vez mais apreciadores no curso Documentário: escrever um projecto pessoal!

O curso terá lugar na EscreverEscrever, com início no dia 15 de Janeiro, e tem como objectivo final a realização de um documentário, que envolve um trabalho de pesquisa, um trabalho de campo (rodagem) e montagem do objecto final. 

Saibam tudo sobre o curso aqui.

Vagas limitadas, inscrevam-se
Não deixem passar esta oportunidade!
Mergulho, de Pedro Sena Nunes, premiado no FICSAM

A curta-metragem Mergulho, de Pedro Sena Nunes, foi exibida no passado dia 11 de Outubro no FICSAM – Festival Internacional de Cinema e Saúde Mental e premiada com o 1º lugar na categoria experimental.

A 1ª edição do Festival Internacional de Cinema e Saúde Mental decorreu nos dias 10,11 e 12 de Outubro, em Faro. De acordo com a organização, o Festival tem como principais objectivos divulgar filmes susceptíveis de elevar o debate cultural e científico sobre temas da Saúde Mental, sensibilizar e informar o público através de diferentes abordagens cinematográficas, divulgar novos realizadores, entre outros.

Sugerimos o visionamento de Mergulho a todos aqueles que não estiveram presentes no FICSAM (e a quem esteve e quer ver novamente!). A curta-metragem está disponível na íntegra e gratuitamente em http://filmesportugueses.com/mergulho/.

Mais informações em http://www.ficsam.com/


__________________________________________________


Sinopse: Caídos num mundo aquático, movem-se como pela primeira vez numa atmosfera densa e transparente. Adivinha-se um confiante sufoco, sucedido por movimentos impossíveis de concretizar, uma mobilidade reinventada numa coreografia que corta a respiração. Confrontados com a ideia de medo, a água é o elemento de maior assombro.  Submersos, na agitada ilusão do tempo, os corpos nadam tesos e ternos de uma única vontade: respirar a sua liberdade.

Há Tourada na Aldeia, de Pedro Sena Nunes, no V Festival Etnográfico do Recife


O trabalho de Pedro Sena Nunes continua a caminhar a passos largos para uma internacionalização e um reconhecimento cada vez maiores. Desta vez,  Há Tourada na Aldeia viaja até ao Recife, no Brasil, para ser exibido na Mostra Competitiva do V Festival Etnográfico do Recife.


O festival, que decorre entre 28 e 31 de Outubro de 2013, exibirá o documentário no dia 30 de Outubro no Cinema da Fundação. Há Tourada na Aldeia, que explora a tradição da Capeia Arraiana, uma tourada típica da região da Beira Alta com características únicas no mundo, concorre aos prémios de Melhor Filme Etnográfico e Melhor Documentário.


O Festival Etnográfico do Recife conta com uma programação direccionada para “questões socioculturais contemporâneas sobre pessoas, grupos sociais, processos históricos de temas deinteresse antropológico” e é organizado pela Universidade Federal de Pernambuco e co-promovido pelo Centre for Visual Anthropology of Goldsmiths of London University.


Há Tourada na Aldeia no Cinema City Classic Alvalade!



Boas notícias para quem ainda não teve oportunidade de ver um dos mais recentes filmes de Pedro Sena Nunes: Há Tourada na Aldeia será exibido às 21.30h do dia 19 de Julho no Cinema City Classic Alvalade, em Lisboa!

O filme será exibido no contexto da apresentação dos filmes que integraram a programação da 1ª edição do Festival de Cinema Etnográfico – CinAntrope, realizado no passado mês de Junho em Lisboa e em Leiria.


Contamos com a vossa presença!



Sinopse:

Todos os anos, na Beira Alta, a província com maior índice de desertificação, treze aldeias da raia rejuvenescem para uma tourada com características únicas no mundo: a Capeia Arraiana. Os mordomos preparam a festa e contribuem para o património etnográfico, iniciando um ritual de emancipação onde se vêem confrontados com a força do touro. Envergando o Forcão, objecto rudimentar feito de madeira, vários homens lidam os touros muitas vezes trazidos de Espanha. As aldeias competem entre si pela melhor Capeia do ano.



Sobre o filme: http://www.voarte.com/pt/cinevoarte/filmografia-premios/2929

Informações sobre a exibição: info@voarte.com









Hope no Summer Nights Series 2013!


Hope, de Pedro Sena Nunes, foi seleccionado para integrar a programação da edição deste ano do Summer Nights Series! A curta-metragem será exibida dia 18 de Julho às 20h, em Nova Iorque, com entrada livre.

O evento realiza-se durante os meses de Julho, Agosto e Setembro em Union Square Park, em pleno coração de Manhattan.

The Art Institute foi o espaço eleito para receber a terceira edição, que integra mostras de cinemamúsicadança e artes visuais de artistas Portugueses contemporâneos e de artistas convidados oriundos dos Estados Unidos da América, da Europa e do Brasil.



Vejam o filme aqui: https://vimeo.com/49916963

Da Pele à Pedra no Festival Green Unplugged


O documentário Da Pele à Pedra do realizador Pedro Sena Nunes foi escolhido para integrar a plataforma on-line do Festival Green Unplugged.

O
Festival Green Unplugged é produzido através de quatro estúdios de diferentes países: Índia, Estados Unidos da América, Inglaterra e Nova Zelândia.

O esforço do festival tem como finalidade uma missão
sócio espiritual com um público composto por professores, estudantes, activistas, jornalistas, antropólogos e principalmente produtores e realizadores.

Desde o lançamento do cinema on-line em 2008, o
Culture Festival Unplugged já foi visitado por mais de 60 milhões de pessoas a partir de 39 mil cidades em 231 países/ territórios.

A principal temática deste festival prende-se na regeneração do meio ambiente que nutre a espécie humana e na contemplação dos valores espirituais que formam a nossa relação com a terra.

O Festival Green Unplugged não é apenas um festival, mas também uma oportunidade para reflectir sobre a nossa consciência colectiva e o impulso humano que participa no processo de criação da vida.

Mais uma conquista do realizador Pedro Sena Nunes e que
contamos com o apoio de todos. Desta forma, visionem o filme e partilhem em todas as redes sociais.

Para visionamento do filme na plataforma do Festival Green Unplugged:


http://www.cultureunplugged.com/storyteller/Pedro_Sena_Nunes#/myFilms

Será atribuído prémio para a selecção do público, o filme mais popular e selecção dos cineastas.


Da Pele à Pedra | 37’















Sinopse
As montanhas verdes, tentavam fugir dos fogos que ardiam a terra. No ar abafado, uma brisa conduzia-nos para um trabalho novo: explorar a Lavaria das Minas da Panasqueira abandonadas há 15 anos e integrar a realidade da população de mineiros. Uma aldeia deserta esperava-nos, os olhos atentos de um ou dois habitantes, seguiam os nossos passos. 
Descemos no escuro a 450 metros para conhecer mineiros. Ouvimos histórias e dançámos com elas. Um novo trabalho nascia para além da pele.


+ infos: http://www.cultureunplugged.com/

Pt.es em forte circulação e vários filmes disponíveis para visionamento



Está em curso a programação da exibição do documentário pt.es na Junta de Freguesia de Escarigo no mês de Julho, uma das aldeias onde foi rodado o filme.  Estará também no Festival Tempo d’ Aldeia, de 31 de Julho a 4 de Agosto em S. Pedro do Rio Seco, Almeida.

Na sequência de várias publicações em plataformas on-line dos filme de Pedro Sena Nunes e manifestado o interesse na divulgação, passamos a partilhar continuamente vários links para visionamento e sugestões.

Fica para sugestão o filme
Fragments Between Time and Angels.


Realizado longe de casa (como a voz off insistentemente recorda) este vídeo de Pedro Sena Nunes é atravessado pelo desejo, ao mesmo tempo confessado e oculto (no sentido mágico), de “desnacer” (retomando o neologismo do grande poeta Manuel António Pina) – patente em imagens como o plano invertido das folhas queimadas, o plano do túnel ferroviário onde ecoam tantos “eus” quantos gritos, o plano do sulco de espuma filmado em super 8, durante o qual o sujeito poético declara sempre ter querido imaginar a cara da mãe durante o parto, ou mesmo a sequência no Luna Parque sobre fundo sonoro de nursery rhyme.


Sinopse:

A água envolve-nos.

O tempo é uma secção limitada da existência.

O anjo é um mensageiro no tempo.

O fragmento é uma pequena porção de qualquer coisa.

A água envolve-nos.


Filme Fragments Between Time and Angles: http://www.youtube.com/watch?v=Ar6-cpF60-E






Há Tourada na Aldeia no Festival de Cinema Etnográfico | Leiria





O documentário Há Tourada na Aldeia de Pedro Sena Nunes será apresentado no dia 22 de Junho, na 1ª edição do Festival Internacional de Cinema Etnográfico – CinANTROPE.

O festival será concretizado em Leiria e Lisboa. De 19 a 23 de Junho o festival decorrerá no Mimo, no Teatro Miguel Franco e no Teatro José Lúcio da Silva em Leiria. De 28 a 29 de Junho o festival encerrará a sua programação no Cinema City em Alvalade.

Este filme integra o ambicioso projecto do realizador, intitulado Projecto Microscosmos, uma série de documentários, um em cada província de Portugal.

O filme tem data de produção de 2010, mas é resultado de um longo processo de trabalho quase antropológico de acompanhamento das práticas taurinas. Este documentário foi o responsável pela apresentação da tradição no Museu Nacional de Etnologia, sendo que finalmente podemos apresentar o que julgamos ser uma versão equilibrada da mesma.


+ Infos: http://cinantrop.blogspot.pt/

Para mais informações sobre o filme e os restantes que integram o projecto microcosmos: http://www.voarte.com/pt/cinevoarte/projectos/2932

Sugestão de visionamento: A Morte do Cinema, na plataforma Lugar do real: http://lugardoreal.com/video/a-morte-do-cinema/

Hope continua em forte destaque



A curta-metragem experimental Hope, do realizador Pedro Sena Nunes continua em grande destaque. 

No dia 3 de Maio foi apresentado no Canal Télé Bocal, em França, que segundo os dados da direcção do Festival Signes de Nuit, teve uma média de 20.000 espectadores.

Ainda no contexto da
2ª Mostra de Cinema Português Contemporâneo, após a apresentação no Recife e no Rio de Janeiro, será exibida de 16 a 28 de Julho na Caixa Cultural de São Paulo.


Para visionarem o filme poderão aceder ao seguinte link: http://vimeo.com/49916963

Hope na 2ª Mostra de Cinema Português Contemporâneo



O filme Hope do realizador Pedro Sena Nunes estará desta vez na 2ª Mostra de Cinema Português Contemporâneo.

A mostra tem como objectivos exibir o panorama da produção recente de Portugal, no Recife, São Paulo e Rio de Janeiro.

A programação é composta por 25 filmes realizados entre 2000 e 2012, curtas e longas-metragens premiados em diversos festivais internacionais.

Serão exibidos documentários, filmes de ficção, animação e experimentais, tanto de cineastas consagrados, como de cineastas jovens. Os filmes seleccionados pretendem dar a conhecer ao público brasileiro obras contemporâneas, por vezes menos vistas destes autores. Primeiras obras ou filmes que marcaram definitivamente a história do cinema português recente.

O filme Hope será apresentado no dia 23 de Maio, às 16 horas na Caixa Cultural Recife e no dia 31 de Maio às 14 horas no Instituto Moreira Salles no Rio de Janeiro e será ainda apresentado em São Paulo entre 16 e 28 de Julho (data e hora ainda a definir).

+ infos: Programação

Prémio atribuído ao documentário pt.es | Finisterra Arrábida Film Art & Tourism Festival




Como já tínhamos anunciado, a curta-metragem documental pt.es do realizador Pedro Sena Nunes esteve em competição no Finisterra Arrábida Film Art & Tourism Festival.

A entrega de prémios concretizou-se no dia 12 de Maio às 18 horas no cine-teatro João Mota em Sesimbra, distrito de Setúbal, encerrando assim a 2ª edição do festival.

O documentário recebeu o 3º prémio na categoria Vida Humana neste festival que evolui consideravelmente desde a sua primeira edição.


+infos: http://finisterraarrabidafilmfestival.webnode.pt/news/lista-de-premiados-finisterra-2013/

Residência artística vídeo-dança POTI PATI / St. Etiénne / 19 a 26 de Maio



Ana Rita Barata e Pedro Sena Nunes desenvolvem uma residência de 1 semana para criação de um novo vídeo-dança, POTI PATI (título provisório) em parceria com a Studiotrade* e Stéla, no âmbito do Festival Des Arts // Des Cinés, em St. Etienne, na Bâtiment des Forces Motrices, antiga fábrica de armas de assinalável importância histórica e interesse arquitectónico, reconvertida em 2009.

Este é o regresso após uma primeira abordagem à criação em período homólogo do ano passado, num processo de criação com a comunidade que se estenderá até 2014.
POTI PATI é um trabalho de pesquisa de corpo e coreografia para câmara associado às Minas de Carvão de St. Etienne, zona industrial fundamental no período da II GM. Reinterpretação de um espaço pleno de fantasmas na memória da cidade e exploração do carvão como matéria plástica e humana, pela carga simbólica que comporta. A narrativa será sustentada pela história oral em posse da Associação Local dos Amigos da Mina; a composição coreográfica fundada nos objectos de trabalho no subsolo e movimentos implicados no seu uso e a banda sonora trabalhada em residência com músicos locais.

Os directores artísticos da Vo’Arte vão ainda oferecer
formação em dança inclusiva. Integrando pessoas com deficiência, bailarinos e performers locais, o objectivo é descobrir uma linguagem de movimento comum aos participantes; manipulação consciente e integrada dos corpos; percepção e integração das potencialidades de cada um. A metodologia parte de técnicas da dança contemporânea e contacto-improvisação que trabalham a cooperação, interdependência e a criatividade. Prevê-se uma apresentação final in-situ.

* Studiotrade é uma rede internacional de coreógrafos, produtores e organizações de dança que permitem um intercâmbio internacional de estúdios para pesquisa, criação e introdução de novos mercados e contextos para profissionais das artes performativas. Fazem parte desta rede a Voarte e Stéla.