HÁ TOURADA NA ALDEIA está no Qatar

A 20 DE ABRIL NO ALJAZEERA FILM FESTIVAL

O 6º e mais recente documentário do projecto Microcosmos de Pedro Sena Nunes, o qual retrata diversas províncias portuguesas desde 1995, vai ser apresentado na selecção oficial da 8ª edição do Al Jazeera Film Festival, figurando entre as 25 longas metragens seleccionadas de todo o mundo.


Todos os anos na Beira Alta, a província com maior índice de desertificação, treze aldeias da raia rejuvenescem para uma Tourada com características únicas no mundo: A Capeia Arraiana. Vários homens envergem o "forcão", objecto rudimentar feito de madeira, e lidam os touros que são trazidos muitas vezes de Espanha. Os mordomos preparam a festa e contribuem para o património etnográfico, iniciando um ritual de emancipação onde se vêm confrontados com a força do touro. As aldeias competem entre si pela "melhor capeia do ano".

O projecto Microcosmos já foi premiado no Festival Videocor, Festival de Cinema do Mediterrâneo, Festival de curtas-metragens de Vila do Conde e no Festival de Postdam, Alemanha.

pt.es ESTÁ NOS AÇORES

O documentário pt.es do realizador Pedro Sena Nunes foi seleccionado para a competição nacional do Panazorean International Film Festival que decorre em Ponta Delgada, nos Açores, de 14 a 21 de Abril. Com uma primeira edição dedicada ao tema Migrações&Interculturalidade, o Festival pretende reforçar o diálogo entre as pessoas de e em todo o mundo, apostando na diversidade cultural.




Num mundo de contradições, as desigualdades permanecem. Existem histórias surpreendentes em terras quase esquecidas. O foco incide sobre Portugal e Espanha, distanciados por fragmentos de memórias, objetos, vozes e ruínas. pt.es faz uma contagem crescente até à desmistificação de uma ponte que liga e separa um país do outro. Estamos perante um quebra-cabeças organizado num mapa de ideias e lembranças: uma fronteira.


pt.es surge enquadrado no projecto “A Raia Vista Por...”, co-produção transfronteiriça que envolveu dois realizadores portugueses, Pedro Sena Nunes e João Trabulo, e três espanhóis, Isabel de Ocampo e a dupla Gabriel Velázquez / Chema de la Peña, na reflexão da fronteira político-geográfica entre Portugal e Espanha e as suas implicações na relação entre estes dois povos.