Hope na 2ª Mostra de Cinema Português Contemporâneo



O filme Hope do realizador Pedro Sena Nunes estará desta vez na 2ª Mostra de Cinema Português Contemporâneo.

A mostra tem como objectivos exibir o panorama da produção recente de Portugal, no Recife, São Paulo e Rio de Janeiro.

A programação é composta por 25 filmes realizados entre 2000 e 2012, curtas e longas-metragens premiados em diversos festivais internacionais.

Serão exibidos documentários, filmes de ficção, animação e experimentais, tanto de cineastas consagrados, como de cineastas jovens. Os filmes seleccionados pretendem dar a conhecer ao público brasileiro obras contemporâneas, por vezes menos vistas destes autores. Primeiras obras ou filmes que marcaram definitivamente a história do cinema português recente.

O filme Hope será apresentado no dia 23 de Maio, às 16 horas na Caixa Cultural Recife e no dia 31 de Maio às 14 horas no Instituto Moreira Salles no Rio de Janeiro e será ainda apresentado em São Paulo entre 16 e 28 de Julho (data e hora ainda a definir).

+ infos: Programação

Prémio atribuído ao documentário pt.es | Finisterra Arrábida Film Art & Tourism Festival




Como já tínhamos anunciado, a curta-metragem documental pt.es do realizador Pedro Sena Nunes esteve em competição no Finisterra Arrábida Film Art & Tourism Festival.

A entrega de prémios concretizou-se no dia 12 de Maio às 18 horas no cine-teatro João Mota em Sesimbra, distrito de Setúbal, encerrando assim a 2ª edição do festival.

O documentário recebeu o 3º prémio na categoria Vida Humana neste festival que evolui consideravelmente desde a sua primeira edição.


+infos: http://finisterraarrabidafilmfestival.webnode.pt/news/lista-de-premiados-finisterra-2013/

Residência artística vídeo-dança POTI PATI / St. Etiénne / 19 a 26 de Maio



Ana Rita Barata e Pedro Sena Nunes desenvolvem uma residência de 1 semana para criação de um novo vídeo-dança, POTI PATI (título provisório) em parceria com a Studiotrade* e Stéla, no âmbito do Festival Des Arts // Des Cinés, em St. Etienne, na Bâtiment des Forces Motrices, antiga fábrica de armas de assinalável importância histórica e interesse arquitectónico, reconvertida em 2009.

Este é o regresso após uma primeira abordagem à criação em período homólogo do ano passado, num processo de criação com a comunidade que se estenderá até 2014.
POTI PATI é um trabalho de pesquisa de corpo e coreografia para câmara associado às Minas de Carvão de St. Etienne, zona industrial fundamental no período da II GM. Reinterpretação de um espaço pleno de fantasmas na memória da cidade e exploração do carvão como matéria plástica e humana, pela carga simbólica que comporta. A narrativa será sustentada pela história oral em posse da Associação Local dos Amigos da Mina; a composição coreográfica fundada nos objectos de trabalho no subsolo e movimentos implicados no seu uso e a banda sonora trabalhada em residência com músicos locais.

Os directores artísticos da Vo’Arte vão ainda oferecer
formação em dança inclusiva. Integrando pessoas com deficiência, bailarinos e performers locais, o objectivo é descobrir uma linguagem de movimento comum aos participantes; manipulação consciente e integrada dos corpos; percepção e integração das potencialidades de cada um. A metodologia parte de técnicas da dança contemporânea e contacto-improvisação que trabalham a cooperação, interdependência e a criatividade. Prevê-se uma apresentação final in-situ.

* Studiotrade é uma rede internacional de coreógrafos, produtores e organizações de dança que permitem um intercâmbio internacional de estúdios para pesquisa, criação e introdução de novos mercados e contextos para profissionais das artes performativas. Fazem parte desta rede a Voarte e Stéla.

Festival InShadow | Extensões Filmes premiados na FNAC



As extensões do Festival InShadow continuam a correr o país. Depois da presença nas FNAC do Sul e do Centro, é a vez do Norte receber a secção dos Premiados do Festival InShadow.

Nos dias 29 e 30 de Maio, serão exibidas sessões dos filmes premiados pelo Júri Oficial, Júri Escolas e Vo’Arte na competição internacional de vídeo-dança da última edição do Festival na FNAC Santa Catarina e FNAC do Norte Shopping, respectivamente. Estas extensões marcam o 10º acolhimento num período de 5 meses de circulação! Sinal do interesse crescente do público pelo género vídeo-dança, em franca expansão.

A sessão de filmes premiados é composta por 7 vídeos num total de 60’, distinguidos pelo Júri Oficial do Festival Anna Alexandre (FR), André Semenza (CH) e Fernanda Lippi (BR), Júri Escolas (ESTAL, ESTC, UBI, ETIC e FMH) e Vo’Arte pela direcção artística do Festival Ana Rita Barata (coreógrafa) e Pedro Sena Nunes (realizador) e equipa VoArte.

+ infos: Consultar sinopses, imagens e trailers aqui

Pedro Sena Nunes em filmagens_Douro, Viana do Castelo e Fátima





Pedro Sena Nunes esteve em filmagens nas últimas 2 semanas

No Douro com os alunos de Mestrado Comunicação Audiovisual da ESMAE - Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo, na localidade de Mesão Frio, coordenou a criação de filmes documentais e projectos fotográficos centrados no quotidiano da população de Mesão Frio.

Em Viana do Castelo, orientou o workshop “Histórias da Praça” integrado nos XIII Encontros de Cinema de Viana, formação que procura sensibilizar os participantes – alunos do 2º e 3º ciclo - para o processo criativo da criação cinematográfica, a partir de uma experiência real de criação de argumento, storyboard, produção e rodagem de uma curta-metragem com base na Praça da República – área central da cidade.

Por fim, o novo documentário do projecto Microcosmos, que desde 1995 mapeia o país, escrutinando com um olhar atendo as realidades díspares e particulares de cada região, deu mais um passo na recolha de material. Pela terceira vez em anos consecutivos, o realizador e a equipa experimentaram o fenómeno de Fátima, registando motivações, relações, universos pessoais dos peregrinos e todos quantos aqui se deslocam para um acontecimento de fé de proporções assinaláveis na geografia humana do país. A 13 de Maio, debatem-se em Fátima com “Não tenhais medo” (título provisório).






Projecto Art&Mente _ Entrevista a Pedro Sena Nunes



O realizador Pedro Sena Nunes foi entrevistado por José Neto, autor do projecto Art&Mente para retratar o trabalho do realizador Pedro Sena Nunes e os seus pensamentos na série “A arte e a mente de:"

O projecto art&mente visa organizar conferências temáticas, realizar sessões de formação, promover exposições de arte e outras manifestações culturais, documentar a relação existente entre a(s) arte(s) e o pensamento.

Segundo o José Neto:
“Aqui o estatuto dos autores não tem grande influência, porque – sejam eles conhecidos ou não – cada um faz o que sabe e expõe (ou não) o seu trabalho onde (e como) pode. Parto desta atitude imparcial e isenta porque considero que ser artista é simplesmente «… aquele cuja consciência o leva a exprimir o produto do seu pensamento num determinado suporte… ». Por isso, o mais importante não é a fama proveniente (quantas vezes dos artifícios) do reconhecimento social, mas se o trabalho artístico desperta sensação no próximo…”

A entrevista já se encontra disponível on-line e agradecemos ao José Neto o interesse e trabalho pleno e emocionante que concretizou em torno do realizador Pedro Sena Nunes e da sua filmografia.

Entrevista a Pedro Sena Nunes: 
http://artmente.wordpress.com/entrevistados/pedro-sena-nunes/

+ info: http://artmente.wordpress.com/




Pedro Sena Nunes no Festival Dois Pontos



O realizador Pedro Sena Nunes viajou até ao Brasil para dar a conhecer mais uma vez o seu trabalho e apresentar alguns filmes, entre eles, o documentário pt.es que está actualmente em circulação por vários festivais nacionais e internacionais, o filme Margens que integra o projecto Microcosmos, Uma linha vertical e duas mãos e as instalações Margens do coração e Mergulho.

(Des)ocupação é o nome do evento do festival que integrou a mostra dos trabalhos do realizador, juntamente com os filmes de António Ferreira.

Decorreu de 25 a 28 de Abril às 20 horas, no pequeno Café Luso- Brasileiro.

No entanto, o Café Luso-Brasileiro abriu as suas portas às 19 horas, para durante a primeira hora, o público e os convidados assistirem às curtas e documentários de Pedro Sena Nunes e António Ferreira e a partir das 20 horas iniciava-se o debate. 


(Des)ocupação é um evento interdisciplinar, entre artistas portugueses e brasileiros de várias linguagens, criando em conjunto diversos objectos cénicos que questionam a histórica contemporaneidade da construção de ambas nações.

Estes resultados estéticos são apresentados no Teatro Café Pequeno, totalmente reconfigurado e de acordo com o olhar dos residentes neste período “desocupado” pelo CÂMBIO. Humor, música, poesia, literatura, teatro e cinema foram celebrados em noites temáticas e recheadas de encontros e suas potencialidades.


+ infos: http://www.doispontos.art.br/#!desocupao/cg7f

Hope no canal Télé Bocal




O director do Festival Signes de Nuit convidou o filme Hope do realizador Pedro Sena Nunes para ser emitido no canal Télé Bocal, num programa dedicado a curtas-metragens portuguesas que estiveram em competição em edições anteriores do festival, intitulado “Focus Cinéma de difference portugais”.

O programa destaca os filmes portugueses, apresentando 3 secções diferentes: O filme vencedor do prémio do júri da 9ª edição do festival, os filmes portugueses escolhidos pela direcção e apenas dois filmes que integraram a competição internacional na última edição.

O filme passará dia 3 e 4 de Maio entre as 00h00 e as 02h00. O Canal Télé Bocal é transmitido na França, em Paris e arredores.

Agradecemos ao Dieter Wieczorek, director do Festival internacional Signes de Nuit o convite e interesse em integrar o filme na emissão.

+ infos: http://www.signesdenuit.com/Bocal/2013.05.03.htm

Site online do canal: http://www.telebocal.org/