Pt.es e Hope continuam a marcar destaque em festivais nacionais e internacionais



A curta-metragem documental pt.es foi seleccionada para a 2ª Edição Finisterra Arrábida Film Art & Tourism Festival, que irá decorrer de 8 a 12 de Maio, no cineteatro Municipal João Mota em Sesimbra, Casa da cultura em Setúbal e Casa Mãe da Rota dos vinhos em Palmela.

Os objectivos do festival são premiar filmes e produções audiovisuais que promovam eficazmente o turismo, em qualquer uma das suas múltiplas dimensões: Promover a implementação de boas práticas no sector do turismo, de acordo com as premissas da responsabilidade social e do desenvolvimento.

O filme será exibido dia
9 de Maio, na segunda sessão de filmes e a entrega de prémios será dia 12 de Maio, às 18:00, no Cineteatro João Mota em Sesimbra.

Pt.es /23’ 


O documentário de Pedro Sena Nunes apresenta a história da construção de uma ponte “especial” na fronteira, de forma a unir Portugal e Espanha, assim como sucessivamente diversas histórias, pouco reveladas, de união em torno do contrabando entre os dois países.

Sinopse: 
O filme faz uma contagem crescente até à desmistificação de uma ponte que liga e separa um país do outro. Portugal e Espanha, distanciados pelos fragmentos de memórias, imagens, objectos, vozes e ruínas. O tempo esgota-se… Paira a ansiedade da fronteira e a força de acreditar que é possível mudar algumas coisas até no último minuto da nossa travessia. Num mundo de contradições, as desigualdades permanecem, existindo histórias surpreendentes em terras quase esquecidas. Estamos perante um quebra-cabeças organizado num mapa de ideias e lembranças.

Ainda para o mês de Maio, foram seleccionadas para competição a curta-metragem documental
pt.es e a curta-metragem experimental Hope para o Festival Brasil de Cinema Internacional, que decorrerá de 20 a 25 de Maio no Rio de Janeiro, que tem como principais objectivos, a difusão da cultura, a formação de plateias e a democratização de oportunidades para todos os cineastas, beneficiando e premiando com incentivos à produção, o talento e as melhores obras. Em breve será anunciada a programação.

Hope / 10’ 


Sinopse 

O encontro animal entre homem e mulher concebe a prisão aquática do desejo. A mulher entrega-se a uma existência subtil, graciosa. A fusão com aquilo que a natureza em si desperta fá-la desdobrar-se em novos mundos, mundos de fome, sobrevivência, lassidão; sublime realidade. Gera-se uma nova vida; move-se, respira, subsiste num lugar de ecos embrionários. O acordar do toque na matéria densa fá-la-á por fim confrontar-se com a sua própria efemeridade e o poder destrutivo da criação. O Homem a aparecer e a desaparecer.

+ infos: http://www.brasilfestival.com.br/index.php/pt/ 

http://finisterraarrabidafilmfestival.webnode.pt/objectivos/

Extensões da 4ª Edição do Festival Inshadow



As extensões do Festival Inshadow continuam a circular em força, desta vez em várias FNAC do país.

No contexto do
Dia Mundial da Dança,  dia 29 de Abril, foi apresentada na Fnac do Chiado, às 15 horas, a Extensão da Selecção Vo’Arte, às 16 horas a Sessão de premiados na Fnac de Alfragide e ainda às 21 horas na Fnac de Cascais.

Dia
30 de Abril, às 21 horas, será apresentada a sessão de premiados na Fnac do Algarve.

A
sessão de filmes premiados é composta por 7 vídeos num total de 60’, distinguidos pelo Júri Oficial do Festival Anna Alexandre (FR), André Semenza (CH) e Fernanda Lippi (BR) e a selecção Vo’Arte por 8 vídeos num total de 50’, destacados pela direcção artística do Festival Ana Rita Barata (coreógrafa) e Pedro Sena Nunes (realizador).

+ infos:
http://www.culturafnac.pt/mostra-de-video-danca/

Documentário "pt.es" seleccionado para a 4ª Edição do Curtas e Vinho Verde


A curta-metragem documental "pt-es" do realizador Pedro Sena Nunes foi seleccionada para a exibição da 4ª Edição do Curtas e Vinho Verde, que decorrerá dia 16 de Abril, às 18 horas na Casa do Alentejo, em Lisboa. 

Pt-es surge enquadrado no projecto “A Raia vista por...”, co-produção transfronteiriça e que apresenta a história da construção de uma ponte “especial” na fronteira, de forma a unir Portugal e Espanha, assim como sucessivamente diversas histórias, pouco reveladas, de união em torno do contrabando entre os dois países.



Sinopse: 
O filme faz uma contagem crescente até à desmistificação de uma ponte que liga e separa um país do outro. Portugal e Espanha, distanciados pelos fragmentos de memórias, imagens, objectos, vozes e ruínas. O tempo esgota-se… Paira a ansiedade da fronteira e a força de acreditar que é possível mudar algumas coisas até no último minuto da nossa travessia. Num mundo de contradições, as desigualdades permanecem, existindo histórias surpreendentes em terras quase esquecidas. Estamos perante um quebra-cabeças organizado num mapa de ideias e lembranças.


Prémios:
Melhor documentário – Arouca Film Festival 2012 
Menção Honrosa do Jurí – Festival Cine Las Americas 2012, Austin, Texas.



+info: http://curtasvinhoverde.blogspot.pt/

Há Tourada na Aldeia seleccionado no Festival Cine Las Americas 2013



O realizador Pedro Sena Nunes, à semelhança do ano passado, marcará presença no Festival Cine Las Americas que irá decorrer de 16 a 21 de Abril, em Austin, Texas, mas desta vez com uma longa-metragem documental "Há Tourada na Aldeia"Em 2012 Pedro Sena Nunes venceu a Menção Honrosa do Júri com a curta-metragem pt.es

Há Tourada na Aldeia é o 6º filme do projecto Microcosmos, uma série de documentários, que retrata diversas províncias portuguesas desde 1995.

O filme competirá na sessão oficial de documentários com produções de diversos países, nomeadamente a Venezuela, Chile, Argentina, Brasil e Espanha,  sendo o único filme inteiramente português em toda a competição do Festival. 


Há Tourada na Aldeia / 70'
















Sinopse: 
Todos os anos na Beira Alta, a província com maior índice de desertificação, treze aldeias da raia rejuvenescem para uma Tourada com características únicas no mundo: A Capeia Arraiana. Vários homens envergem o "forcão", objecto rudimentar feito de madeira, e lidam os touros que são trazidos muitas vezes de Espanha. Os mordomos preparam a festa e contribuem para o património etnográfico, iniciando um ritual de emancipação onde se vêm confrontados com a força do touro. As aldeias competem entre si pela "melhor capeia do ano". 

+ infos: http://cinelasamericas.org/