Festival Inshadow - Companhia Convidada
Apresentação do espectáculo Black Out



Está em curso a 4ª edição do InShadow - Festival Internacional de Vídeo, Performance e Tecnologias, até ao dia 8 de Dezembro no São Luiz Teatro Municipal e outros espaços de Lisboa. Pela primeira vez em Portugal, a companhia convidada Philippe Saire irá apresentar o espectáculo Black Out nos dias 7 e 8 de Dezembro às 19h e 21h na Sala Principal do Teatro São Luiz. Este é um espectáculo muito especial para o qual convocamos a vossa presença, momento único na programação artística nacional.

Com sede em Lausanne, Philippe Saire desenvolve o seu próprio repertório criativo e contribui activamente para a pesquisa em dança contemporânea na Suíça. Desde a sua fundação em 1986, a Cie. Philippe Saire criou, até à data, 25 espectáculos, que têm vindo a contribuir para reputação internacional que goza agora, com inúmeros prémios internacionais atribuídos.

Em
Black Out a materialidade está no centro da performance, sob a forma de um piso preto granulado, no qual os movimentos dos bailarinos deixam vestígios, compondo uma obra de arte gráfica dentro de uma peça coreográfica. Oferece-se ao público uma visão de dentro, como se estivesse a presenciar um work in progress, incorporando o espectador no próprio espaço de actuação. As imagens criadas induzem no público uma relação sensual, física e táctil, com a composição do movimento, transformando a performance numa experiência única e verdadeira.



Programação completa do Festival em: www.voarte.com



pt.es no Festival Caminhos do Cinema Português, Fest'Afilm e Festival Cortéx


No mês de Novembro o documentário pt.es esteve em competição em três Festivais de destaque.

No dia 10 de Novembro o filme foi exibido no Festival Caminhos do Cinema Português no Teatro Académico de Gil Vicente. No Festival Cortéx o filme foi apresentado no dia 30 de Novembro no Centro Cultural Olga Cadaval e no Fest'Afilm foi exibido no dia 30 de Novembro e 1 de Dezembro em Montepellier.




O filme pt.es foi o vencedor do Arouca Film Festival na categoria de melhor filme documentário
O filme faz uma contagem crescente até à desmistificação de uma ponte que liga e separa um país do outro. Portugal e Espanha, distanciados pelos fragmentos de memórias, imagens, objectos, vozes e ruínas. Estamos perante um quebra-cabeças organizado num mapa de ideias e lembranças.

O filme Ícaro de Pedro Sena Nunes vai ser exibido na Quinzena de Dança de Almada
E fará a abertura da International Conference (In)Perfect  Bodies in Contemporary Performance, organizado pelo Centro de Estudos em Artes Performativas da FMH (Universidade Técnica de Lisboa) e pela 20ª Quinzena de Dança de Almada no dia 27 de Setembro (quinta-feira) às 18h no Fórum Romeu Correia em Almada. 
Protagonizado por pessoas com paralisia cerebral, músicos e bailarinos profissionais, Ícaro é uma fusão pela música de várias linguagens artísticas. Acolhido com aplausos pelo público e pela crítica aquando da sua estreia, quer pela qualidade do espectáculo, quer pela forte mensagem social que encerra, mas, sobretudo, pelo testemunho de pessoas com necessidades especiais dispostas a viver na máxima plenitude.

Pedro Sena Nunes vai dirigir uma masterclass de cinema e apresentar o filme Fragments Between Time and Angels no FFFilm Project, no Porto
Na próxima quinta-feira, dia 27 de Setembro, o realizador Pedro Sena Nunes vai dirigir uma masterclass de documentário pelas 10h no Palácio das Artes, no Porto, incluído no Family Film Fiction Project, Festival organizado pelo Ballet Teatro.
«Se por um lado o filme documental remete para o “real”, já o ficcional encaminha para o “imaginário”. O autor e o espectador estão ambos envolvidos na produção de sentido de um filme, nessa interligação o espectador adapta o modo leitura, ficcional ou documental, segundo as competências que lhe foram conferidas. Nesse sentido, é necessário continuar a pensar o Cinema.»

No dia 28 de Setembro às 17h, no Palácio das Artes, no Porto, é exibido o filme Fragments Between Time and Angels
+ info: http://www.fffilmproject.com/

Fragile Simpósio


Simpósio Internacional sobre dança, artes e deficiência visual / Pedido de trabalhos

 
O Fragile - projecto internacional desenvolvido entre Portugal, Estónia e Noruega que promove a integração de invisuais nas artes performativas – abriu período de candidaturas para a apresentação de trabalhos e estudos.
Convidamos pessoas com deficiência visual, professores, artistas, cientistas, terapeutas e estudantes que trabalhem no campo específico da dança, das artes e da deficiência visual, a partilharem a sua experiência durante o Simpósio FRÁGIL, 20 e 21 de Abril na Universidade de Talin (Estónia)
Prazo de apresentação de trabalhos: 10 de Outubro de 2012.
Todas as despesas de viagens e alojamento são garantidas pelo Projecto Fragile.


+ informações no site: http://www.fragiledance.com/eng/page/fragile-symposium-call-for-proposals

Sobre Rodas


Greenfest |  CiM dirige um workshop de dança com a comunidade e estreia a nova versão do espectáculo Sobre Rodas 



A CiM – Conhia Integrada Multidisciplinar e a Vo’Arte e vão estar presentes no Festival GreenFest (que acontece de 26 a 30 de Setembro no Centro de Congressos do Estoril) e convidam a participar:

Apresentação pública do Workshop de Dança em Comunidade
29 Set, (Sábado) pelas 14h no Palco GreenFair

A coreógrafa Ana Rita Barata dirige nos dias 26, 27 e 28 de Setembro no Centro Eng. Álvaro de Sousa.Um workshop de dança com os utentes para promover a intergeracionalidade.

Logo depois, a CiM a estreia da nova versão do espectáculo
SOBRE RODAS
29 Set, (Sábado) pelas 16h15 no Centro de Congressos do Estoril

Sobre Rodas é uma performance de rua que integra pessoas portadoras de Paralisia Cerebral, técnicos e profissionais das artes performativas.
Um espectáculo multidisciplinar em paisagens urbanas
Um mundo inteiro a circular


ENTRADA LIVRE
Centro de Congressos do Estoril
Avenida Clotilde, Edf. Centro de Congressos do Estoril, 3° d Estoril
Coordenadas GPS
N 38º42’25.00
W 9º23’46.00

+ info: www.greenfest.pt
PEDRO SENA NUNES NO MUNDO
Açores, Madeira, E.U.A., Espanha, Itália, Bulgária, Sardenha, Qatar Março a Agosto 2012


Os filmes de Pedro Sena Nunes têm integrado, nos últimos tempos, várias competições internacionais e sido exibidos nos mais prestigiados Festivais e Mostras Internacionais de Cinema. 
Recordamos aqui os principais eventos onde foram exibidas as últimas obras do realizador

pt.es | trailer  - - - - - - - - - - - - - - - - 












Num mundo de contradições, as desigualdades permanecem. Existem histórias surpreendentes em terras quase esquecidas. Portugal e Espanha, distanciados por fragmentos de memórias, objectos, vozes e ruínas. pt.es faz uma contagem crescente até à desmistificação de uma ponte que liga e separa um país do outro. Estamos perante um quebra-cabeças organizado num mapa de ideias e lembranças: uma fronteira. O tempo esgota-se… 

15º CINE LAS AMERICAS INTERNATIONAL FILM FESTIVAL, Texas (EUA), 24 a 29 Abril

FARCUME, Faro 24 de Agosto

PANAZOREAN INTERNATIONAL FILM FESTIVAL, Ponta Delgada (Açores), 20 de Abril

FESTIVAL DE MEDINA DEL CAMPO em Medina del Campo (Espanha), 28 de Março

Hope  - - - - - - - - - - - - - - - - 


Numa inusitada visão aquática, Hope propõe um novo mundo, promovido pelo encontro animal entre homem e mulher. Gera-se uma nova vida, um (re)começo, um eco embrionário. Uma curta-metragem emocionante e exploratória, exibida em mais de 30 Festivais nacionais e internacionais, tendo recebido dois prémios nos consagrados Fantasporto e Curtas Sadinas (2011).

FESTIVAL CURTAS EM FLAGRANTE
Castelo Branco, 24 de Agosto

CONCORTO FILM FESTIVAL
Pontenure, (Itália), 25 de Agosto
*único filme português em competição

IN THE PALACE International Short Film Festival Sofia, (Bulgária), 7 de Julho
*único filme português dos 205 filmes seleccionados

SARDINIA FILM FESTIVAL
Sassari (Ilha de Sardenha), 28 de Junho

MADEIRA FILM FESTIVAL
Funchal (Ilha da Madeira), 5 de Maio
BURRA DE MILHO
Angra do Heroísmo, Ilha Terceira, (Açores), 7 de Abril 

FESTIVAL VIDET 2012
Barcelona (Espanha), de 2 a 18 Março 
*instalação vídeo em destaque durante todo o Festival 

Há Tourada na Aldeia | trailer  - - - - - - - - - - - - - - - - 

Todos os anos, na Beira Alta, a província com maior índice de desertificação, treze aldeias da raia rejuvenescem para uma tourada com características únicas no mundo: a Capeia Arraiana. 
Os mordomos preparam a festa e contribuem para o património etnográfico, iniciando um ritual de emancipação onde se vêem confrontados com a força do touro. 
Envergando o Forcão, objecto rudimentar feito de madeira, vários homens lidam os touros muitas vezes trazidos de Espanha. As aldeias competem entre si pela melhor Capeia do ano.

AL JAZEERA FILM  FESTIVAL
Dubai (Qatar), 20 Abril

Elogio ao ½ | trailer  - - - - - - - - - - - - - - - - 

Encomenda de Faro 2005 – Capital da Cultura, incide sobre a história dos Índios da Meia Praia (imortalizados por Zeca Afonso na célebre canção que todos trauteamos de quando em vez) e construção do Bairro 25 de Abril pelos S.A.A.L., programa do governo que visa envolver activamente as comunidades na construção das suas casas, e que transforma por completo a paisagem da duna e palhotas da meia praia num cenário político em ebulição. Documentário muito interessante e cativante vencedor, no ano da estreia (2006) do Prémio Melhor Documentário no Festival Retina.

CINE-TEATRO DE ESTÓI
Estói (Faro), 16 de Março
OPUS TUTTI 
RESIDÊNCIA ENRAÍZAR
Fundação Calouste Gulbenkian
16 a 21 de Julho



A Vo’Arte e Pedro Sena Nunes colaboram no projecto Opus Tutti que teve novo desenvolvimento com as residências artísticas na Fundação Calouste Gulbenkian na passada semana.

Opus Tutti é um projecto artístico e educativo da Companhia de Música Teatral que visa a concepção de boas práticas dirigidas à infância e primeira infância. Integra acções dirigidas a diversos públicos-alvo para criar modelos de trabalho direccionados à primeira infância, oferecer oportunidades de fruição artística e interacção social, desenvolver modelos de formação na área artística e intervir ao nível das práticas culturais e educativas das famílias e profissionais.

Está online o documentário, de Pedro Sena Nunes, sobre o primeiro ano do Projecto Opus Tutti: Germinar, disponível para consulta aqui.

De 3 a 8 de Setembro decorrerá a próxima residência e a 22 de Setembro, novamente na Fundação Calouste Gulbenkian, terá lugar o II Encontro Internacional Arte para a Infância e Desenvolvimento Humano. Desta vez, focado na partilha do processo de trabalho realizado no ano Enraizar do projecto Opus Tutti e na apresentação de pequenas peças que viajarão pelo país em creches e jardins-de-infância ao longo do próximo ano lectivo.

15º FESTIVAL LUGAR A DANÇA 


Ontem, pelas 18h, os movimentos da companhia espanhola Intrusa Danza encerraram a 15ª edição do Festival Lugar à Dança – Festival Internacional em Paisagens Urbanas. 
Aos artistas, deixamos a nossa homenagem por todo o seu empenho e generosidade. 
Aos nossos Parceiros, agradecemos todo a apoio, disponibilidade e vontade em se associar a um Festival que leva a dança a lugares onde era inexistente. 
A todos os colaboradores e voluntários que tornaram possível o 15º Lugar à Dança pelo seu inestimável contributo. 
E, muito especialmente, ao público, que se reuniu no Jardim da Estrela e no Jardim do Museu de Arte Antiga num ano em, apesar de todas as dificuldades financeiras, conseguimos duplicar o número de visitantes. 
A todos, o nosso sincero obrigado. E até para o ano. 

15º FESTIVAL LUGAR À DANÇA 


WORKSHOP & PERFORMANCE ÁRVORES - PLANTAÇÃO

Orientado por CLARICE LIMA | Brasil

PARTICIPANTES
10 a 20 pessoas de qualquer idade (preferência para bailarinos/performers/artes do circo). Pré-requisito: saber fazer o pino se cabeça

HORÁRIOS / LOCAIS
Workshop
5 de Julho > 18h às 20h na Escola Pró-Dança (Santos)
6 de Julho > 14h às 16h na Escola Pró-Dança (Santos)
Performances
6 de Julho > 18h na Rua Augusta & 19h na Estação de Metro Cais do Sodré
7 de Julho > 15h30 no Jardim da Estrela 

OBJECTIVO
Árvores, exercício do desejo de permanência, cria paisagens temporárias na cidade, que se tornam mais efetivas a partir do contato com os seus habitantes. Realizar a performance a partir de um workshop com bailarinos locais surge enquanto vontade de ampliar a discussão sobre a permanência ao possibilitar deixar rastros não só na paisagem urbana da cidade mas também nos corpos das pessoas que a habitam. Até quando aguenta o corpo? 

METODOLOGIA 
técnicas de realização de pino de cabeça e queda amparada
ensaio da acção performática
prova de figurinos
visita, marcação e entendimento da acção nos espaços performativos
conversa sobre a performance no contexto local e sobre práticas de dança em espaços não convencionais

SOBRE CLARICE LIMA
Bailarina e coreógrafa brasileira, formada em Dança Contemporânea pela MTD – Theaterschool, Amsterdam. Integra o 50collective de artistas internacionais que praticam e apresentam Passing Thought pelo mundo.
www.claricelima.org

VALOR 
5€ (sem descontos aplicáveis)

INSCRIÇÕES ATÉ 2 JULHO (2ªfeira)
Enviar ficha de inscrição + comprovativo de pagamento digitalizado (ou dados de transferência) para: inscricoes@voarte.com
Pagamento por transferência bancária para:
Associação Vo’Arte | Ana Rita Barata
NIB: 0035 0667 0000 2031 0007 0 (CGD)
Consultar descrição do workshop: AQUI
Descarregar ficha de inscrição: AQUI

_ _ _ _ _ english 

WORKSHOP & PERFORMANCE TREES - PLANTATION

Oriented by CLARICE LIMA | BRAZIL

Participants
10 to 20 people of any age or formation (preferably dancers/performer/circus arts), as long as interested in taking part of Árvores performance. Precondition: to be able to do the post in your head.

SCHEDULES / LOCATION
Workshop
4th and 5th July > 6pm to 8pm at Escola Pró-Dança (Santos)
Performances
6th July > 6pm at Rua Augusta & 7pm at Cais do Sodré Subway Station
7th July > 3:30pm at Jardim da Estrela

PURPOSE
Árvores, exercise of permanence desire, creates temporary landscapes in the city, which become more effective as they contact their inhabitants. To make the performance from a workshop involving local dancers results of the motivation to expand the discussion about stability, leaving traces not only on the urban landscape but also in the bodies of those who inhabit it.

METHOD
- techniques of doing the post in the head and supported falling
- rehearsal of the performance
- testing costumes
- visit, marking and understanding the performance within its presentation spots
- talk about the performance and about dance in unconventional spaces

ABOUT CLARICE LIMA

Clarice Lima is a Brazilian dancer and choreographer, graduated in Contemporary Dance by MTD Amsterdam. Integrates the 50collective - international artists who practice and present Passing Thought throughout the world.

VALUE
5€ (no discounts applicable)

REGISTRATIONS UNTIL 2 JULY (monday)

Send entry form + scanned payment proof (or bank transfer data) to:inscricoes@voarte.com
Payment by bank transfer to:
Associação Vo’Arte | Ana Rita Barata
NIB: 0035 0667 0000 2031 0007 0 (CGD)
Read workshop description: HERE
Download registration form: HERE
+ INFO
www.lugaradanca.com (soon)
15º FESTIVAL LUGAR À DANÇA

ATELIER DE PESQUISA COREOGRÁFICA & PERFORMANCE SOUSTRACTION

Orientado por Compagnie Antipodes | França

Participantes
9 bailarinos/estudantes de dança e 3 forcados

HORÁRIOS / LOCAIS
Atelier
4 a 6 Julho • 10h às 15h • Junta de Freguesia de Santos-o-Velho (Santos)
Performance no 15º Lugar à Dança – Festival Internacional de Dança em Paisagens Urbanas
7 Julho • 18h30 • Jardim da Estrela 

OBJECTIVO
Atelier integrante do processo criativo da Compagnie Antipodes para o seu espectáculo “Soustraction”, no qual a coreógrafa Lisie Philip aborda a questão da confrontação do Pai, transportando-a para a arena urbana. O objectivo é procurar uma linguagem equilibrada entre dança contemporânea de rua e os movimentos dos Forcados, aliando estas duas expressões tão fortes e diferentes numa coreografia de 15 minutos. 

METODOLOGIA
Aquecimento baseado na técnica específica da dança contemporânea da Companhia.
Aprendizagem conjunta de vocabulário comum entre dança e tauromaquia.
Composição de um confronto coreográfico de 15 minutos para apresentação no Festival. 

SOBRE A COMPAGNIE ANTIPODES
Começou a sua pesquisa artística em 1998. Dança acrobática e enérgica, intencionalmente significante na narrativa, feita para o asfalto, que se molda à envolvente urbana, apropria-se dos seus equipamentos e 
ausculta avenidas, agitando referências mais conservadoras.
www.compagnie-antipodes.com 

VALOR
15€ (sem descontos aplicáveis)

INSCRIÇÕES ATÉ 29 JUNHO (6ªfeira) 
Enviar ficha de inscrição + comprovativo de pagamento digitalizado (ou dados de transferência) para: inscricoes@voarte.com
Pagamento por transferência bancária para:
Associação Vo’Arte | Ana Rita Barata
NIB: 0035 0667 0000 2031 0007 0 (CGD)
Consultar descrição do workshop: AQUI
Descarregar ficha de inscrição: AQUI
+ INFO
www.lugaradanca.com (brevemente) 

_ _ _ _ _ english 


Choreographic Research Studio & PERFORMANCE SOUSTRACTION 

Oriented by Compagnie Antipodes | France
Participants
9 dancers / dance students and 3 forcados

SCHEDULES / LOCATION
Atelier
4 to 6 July • 10am to 3pm • Junta de Freguesia de Santos-o-Velho (Santos)
Performance within 15th Lugar à Dança – International Festival of Dance in Urban Landscapes
7 July • 6:30pm • Jardim da Estrela

PURPOSE 
Framed within the Creative proccess of Compagnie Antipode’s new creation “Soustraction”, in which choreographer Lisie Philip approaches the confrontation of a father, transporting it onto the urban arena. The aim to to search for a balanced language between contemporary dance in urban landscapes and Forcados movements, joining these two distinct yet strong expressions in a 15 minutes choreography.

METHOD
Warming up based on the Company’s specific contemporary dance technique .
Joint learning of a common vocabulary shared both by dance and tauromachy.
Creation of a 15 minutes choreographic confrontation to present at the Festival. 

ABOUT COMPAGNIE ANTIPODES
Started its artistic research in 1998. An acrobatic and energetic dance, intentionally signifying in its narrative. Made for asphalt, molds itself to the urban environment, taking over urban furniture and listening to avenues, while shaking people’s benchmarks.
www.compagnie-antipodes.com
VALUE
15€ (no discounts applicable) 

REGISTRATIONS UNTIL 29 JUNE (friday)
Send entry form + scanned payment proof (or bank transfer data) to:inscricoes@voarte.com
Payment by bank transfer to:
Associação Vo’Arte | Ana Rita Barata
NIB: 0035 0667 0000 2031 0007 0 (CGD)
Read workshop description: HERE
Download registration form: HERE
+ INFO
www.lugaradanca.com (soon)
15º FESTIVAL LUGAR À DANÇA



WORKSHOP FRAGILE

DANÇA CONTEMPORÂNEA/MOVIMENTO PARA CEGOS, BAILARINOS E TÉCNICOS COM VISÃO

Orientado por KJERSTI K. ENGEBRIGTSEN | Noruega

PARTICIPANTES 
8 normovisuais bailarinos/técnicos + 8 cegos/baixa visão por turno

HORÁRIOS / LOCAIS
Workshop
Novos participantes > 2 a 6 Julho – das 10h às 12h30 na Escola Pró-Dança (Santos)
Participantes 2ªfase > 3 a 7 Julho – das 16h às 19h na Escola Superior de Dança (Bairro Alto)
Apresentação informal no âmbito do Lugar à Dança – Festival Internacional de Dança em Paisagens Urbanas (apenas turno tarde)
7 Julho às 19h no Jardim de Inverno do São Luiz Teatro Municipal

VALOR
30€ (desconto 50% aplicável a associados ACAPO e desempregados)

PÚBLICO-ALVO
Deficientes visuais (cegos e baixa visão), bailarinos profissionais e/ou estudantes de dança, professores de dança, monitores de instituições ligadas à deficiência visual, professores do ensino especial, investigadores na área da saúde, músicos e outros interessados.

OBJECTIVO
Exploração de uma nova linguagem de movimento a partir da troca de experiências e conhecimentos entre bailarinos profissionais e deficientes visuais. Pretende-se gerar uma percepção ajustada da qualidade de movimento específica de pessoas com e sem visão, através da aproximação ao potencial de cada um segundo o método de consciência corporal/dança criado pela formadora.

METODOLOGIA
Exercícios individuais, em pares e grupos usando o toque no corpo como modelo para compreensão do movimento. Trabalho de chão, exercícios de respiração e concentração em partes do corpo particulares, equilíbrio, confiança, iniciativa, contacto e improvisação.

PROJECTO FRAGILE
O workshop insere-se no FRAGILE, projecto europeu que visa inclusão de cegos e pessoas com baixa visão nas artes performativas. Co-financiado pelo Programa Cultura da União Europeia, resulta da parceria de 3 coreógrafos. É implementado em Portugal pela Vo’Arte (Ana Rita Barata), na Noruega pela Baerum Kulturhus (Kjersti K. Engebrigtsen) e na Estónia pela Universidade de Talin (Ajjar Ausma). Inclui workshops e seminários de investigação, culminando na criação e apresentação de um espectáculo de dança (tripartido) e de 3 documentários, em Abril de 2013.

SOBRE KJERSTI K. ENGEBRIGTSEN
Coreógrafa (com mais de 20 obras criadas) e professora nas áreas de dança e das necessidades educativas especiais. Desde 1987 que se dedica ao tema da dança e consciência corporal integrando deficientes visuais, tendo concluído uma tese de mestrado neste âmbito.

INSCRIÇÕES ATÉ 28 JUNHO (5ªfeira)
Enviar ficha de inscrição + comprovativo de pagamento digitalizado (ou dados de transferência) para: inscricoes@voarte.com
Pagamento por transferência bancária para:
Associação Vo’Arte | Ana Rita Barata
NIB: 0035 0667 0000 2031 0007 0 (CGD
Descrição mais extensa do workshop AQUI
Descarregar ficha de inscrição AQUI

+ INFO
www.lugaradanca.com (brevemente)

_ _ _ _ _english version


FRAGILE WORKSHOP 

Contemporary dance / movement for visually impaired,dancers and technicians

Oriented by KJERSTI K. ENGEBRIGTSEN | Norway

PARTICIPANTS
8 sighted dancers/technician + 8 visually impaired/low sighted per shift

SCHEDULES / LOCATION
Workshop
New participants > 2 to 6 July – 10am to 12:30pm at Escola Pró-Dança (Santos)
2nd time participants > 3 to 7 July – 4pm to 7pm at Escola Superior de Dança (Bairro Alto)
Informal Presentation within the frame of Lugar à Dança – International Festival of Dance in Urban Landscapes (afternoon shift only)
7 July at 5pm at Jardim de Inverno São Luiz Teatro Municipal

VALUE
30€ (50% discount applicable to ACAPO associates and unemployed)

TARGET PARTICIPANTS
Visually impaired (blind and low sighted), professional dancers and/or dance students, dance teachers, technicians/teachers working in special needs institutions, health researchers, musicians and other interested.

PURPOSE
Exploring a new movement language from the share of experiences and knowledge between professional dancers and visually impaired. It is aimed to create a true perception of specific movement qualities of both sighted and non sighted people, through approaching each one’s potential according to the body awareness/dance method developed by the former.

METHOD
Individual, pairs and group exercises using touch as a model to understand movement. Ground exercises, breathing and focusing on individual body parts, balance, trust, initiative, contact and improvisation.

FRAGILE PROJECT
The workshop is framed within FRAGILE, a European Project aiming to include visually impaired and low sighted in the performing arts. Co-financed by Culture Program of European Union, it results of a partnership between 3 choreographers. It is implanted in Portugal by Vo’Arte (Ana Rita Barata), in Norway by Baerum Kulturhus (Kjersti K. Engebrigtsen) and in Estonia by Tallinn University (Ajjar Ausma). Includes workshops and research seminars, culminating in the creation and presentation of a dance performance (tripartite) and 3 documentaries, April 2013.

ABOUT KJERSTI K. ENGEBRIGTSEN
Choreographer (with over 20 choreographic works completed) and teacher in the areas of dance and special needs education. Ever since 1987, she is devoted to dance and body awareness including the visually impaired, having completed a master thesis in this field.

REGISTRATIONS UNTIL 28 JUNE (thursday)
Send entry form + scanned payment proof (or bank transfer data) to:
Payment by bank transfer to:
Associação Vo’Arte | Ana Rita Barata
NIB: 0035 0667 0000 2031 0007 0 (CGD)
Workshop description (portuguese only): HERE
Download registration form (portuguese only): HERE
Send entry form + scanned (or photographed) payment proof to: inscriçoes

+ INFO          

O InShadow agradece a todos os realizadores/performers/artistas que enviaram as suas candidaturas e seremos breves na confirmação da sua recepção. 
Para garantir um programa diverso e ímpar, o Festival EXTENDE A CONVOCATÓRIA até 13 DE JULHO. Aguardamos as vossas obras e divulguem! 

Aceite o desafio e envie-nos: 

a) Vídeo-dança e vídeo-arte / a integrar a Competição Vídeo-dança, na qual aproximadamente 60 vídeos são candidatos a 8 prémios* atribuídos pelo Júri Oficial, Júri Escolas, Júri Vo’Arte e público.
b) Documentários sobre processos de criação artística / a integrar a Competição DocShadow
c) Performance (solos) / a integrar a secção SoloShadow
d) Instalações 

A 4ª edição do InShadow – Festival Internacional de Vídeo, Performance e Tecnologias decorre de 1 a 9 de DEZEMBRO de 2012 no São Luiz Teatro Municipal e noutros teatros, museus, galerias e espaços de Lisboa. InShadow é uma iniciativa inovadora da Vo’Arte em co-produção com o São Luiz Teatro Municipal. O Festival volta a afirmar-se como uma referência no território da criação contemporânea transdisciplinar, apresentando propostas inéditas da representação do corpo no ecrã e no palco, com destaque para a convergência entre a imagem e o corpo e processos de criação artística fundados na tecnologia. 

InShadow, o corpo imagina-se na sombra. 
*ver regulamento para mais detalhes sobre prémios atribuídos pelo Festival 

- - - - - - - -


InShadow thanks all directors/performers/artists who’ve already sent their submissions and soon we will confirm their reception. 
To assure 2012 program will be as wide and unique as possible, the Festival EXTENDS the CALL FOR ENTRIES until 13TH JULY. 
We wait for your work and spread the word! 

Accept our challenge and submit:

a) Video-dance, art video / to join the Video-dance Competition, in which all approximately 60 videos run to 8 awards* attributed by the Official Jury, School Jury, Vo’Arte Jury and public;
b) Documentaries on artistic creative processes / to join the DocShadow Competition
c) Performance (solos) / to include the SoloShadow program 
d) Installations 


4th InShadow – International Festival of Video, Performance and Technologies happens from the 1st to 9th December 2012 at São Luiz Teatro Municipal and other theatres, museums, galleries and venues in Lisbon. InShadow is an innovative initiative promoted by Vo’Arte in co-production with São Luiz Teatro Municipal. The Festival reaffirms itself as a reference in the scope of trans-disciplinary contemporary creation, presenting exclusive proposals of body representation on the screen and on stage, highlighting the convergence between image and body and artistic creation processes based on technology. 

InShadow, the body imagined within the shadow. 
*to learn more about the prizes, read the regulations 

INSCRIÇÕES / SUBMISSIONS 


Enviar ficha de inscrição e material requisitado (ver ponto B. do regulamento) para
Send dully filled entry form and other requested material (see point B. of regulations) to voarte@voarte.com

Enviar DVDs e outras informações para / Send DVD and other information to
Associação Vo’Arte | InShadow - International Festival of Video, Performance and Technologies
Rua de S. Domingos à Lapa, nº 8N 1200-835 Lisboa PORTUGAL 

+info: Tel. +351 21 393 24 10 | Fax: +351 21 393 24 15 | Telm: +351 91 993 97 40 | +351 91 404 04 71
VOARTE and InShadow Festival are on Facebook



HÁ TOURADA NA ALDEIA está no Qatar

A 20 DE ABRIL NO ALJAZEERA FILM FESTIVAL

O 6º e mais recente documentário do projecto Microcosmos de Pedro Sena Nunes, o qual retrata diversas províncias portuguesas desde 1995, vai ser apresentado na selecção oficial da 8ª edição do Al Jazeera Film Festival, figurando entre as 25 longas metragens seleccionadas de todo o mundo.


Todos os anos na Beira Alta, a província com maior índice de desertificação, treze aldeias da raia rejuvenescem para uma Tourada com características únicas no mundo: A Capeia Arraiana. Vários homens envergem o "forcão", objecto rudimentar feito de madeira, e lidam os touros que são trazidos muitas vezes de Espanha. Os mordomos preparam a festa e contribuem para o património etnográfico, iniciando um ritual de emancipação onde se vêm confrontados com a força do touro. As aldeias competem entre si pela "melhor capeia do ano".

O projecto Microcosmos já foi premiado no Festival Videocor, Festival de Cinema do Mediterrâneo, Festival de curtas-metragens de Vila do Conde e no Festival de Postdam, Alemanha.

pt.es ESTÁ NOS AÇORES

O documentário pt.es do realizador Pedro Sena Nunes foi seleccionado para a competição nacional do Panazorean International Film Festival que decorre em Ponta Delgada, nos Açores, de 14 a 21 de Abril. Com uma primeira edição dedicada ao tema Migrações&Interculturalidade, o Festival pretende reforçar o diálogo entre as pessoas de e em todo o mundo, apostando na diversidade cultural.




Num mundo de contradições, as desigualdades permanecem. Existem histórias surpreendentes em terras quase esquecidas. O foco incide sobre Portugal e Espanha, distanciados por fragmentos de memórias, objetos, vozes e ruínas. pt.es faz uma contagem crescente até à desmistificação de uma ponte que liga e separa um país do outro. Estamos perante um quebra-cabeças organizado num mapa de ideias e lembranças: uma fronteira.


pt.es surge enquadrado no projecto “A Raia Vista Por...”, co-produção transfronteiriça que envolveu dois realizadores portugueses, Pedro Sena Nunes e João Trabulo, e três espanhóis, Isabel de Ocampo e a dupla Gabriel Velázquez / Chema de la Peña, na reflexão da fronteira político-geográfica entre Portugal e Espanha e as suas implicações na relação entre estes dois povos.

Documentário pt.es na Semana del Cine de Medina del Campo // 28 de MARÇO



Integrado na secção Cortos de Castilla Y Leon, o filme pt.es vai ser exibido dia 28 de Março às 17h em Medina del Campo (Espanha).

O documentário apresenta a história da construção de uma ponte “especial” na fronteira, de forma a unir Portugal e Espanha, assim como sucessivamente diversas histórias, pouco reveladas, de união em torno do contrabando entre os dois países.


O filme faz uma contagem crescente até à desmistificação de uma ponte que liga e separa um país do outro. Portugal e Espanha, distanciados pelos fragmentos de memórias, imagens, objectos, vozes e ruínas. O tempo esgota-se… Paira a ansiedade da fronteira e a força de acreditar que é possível mudar algumas coisas até no último minuto da nossa travessia. Num mundo de contradições, as desigualdades permanecem, existindo histórias surpreendentes em terras quase esquecidas. Estamos perante um quebra-cabeças organizado num mapa de ideias e lembranças.


pt.es surge enquadrado no projecto “A Raia vista por...”, co-produção transfronteiriça que envolveu dois realizadores portugueses, Pedro Sena Nunes e João Trabulo, e três espanhóis, Isabel de Ocampo e a dupla Gabriel Velázquez / Chema de la Peña, na reflexão da fronteira político-geográfica entre Portugal e Espanha e as suas implicações na relação entre estes dois povos.




FESTA ANIVERSÁRIO 15 ANOS VOARTE

DOMINGO 18 MARÇO A PARTIR DAS 17h


FÁBRICA DO BRAÇO DE PRATA

EXPOSIÇÕES | PERFORMANCES | DOCUMENTÁRIOS


A Associação Vo’Arte nasceu da vontade de produzir, promover e valorizar a criação contemporânea, através do cruzamento de linguagens artísticas e do desenvolvimento de projectos nacionais e internacionais.
Com 15 anos de actividades artísticas, pedagógicas e sociais, a Vo’Arte acredita na cultura artística e continua a promover artistas consagrados e criadores emergentes, a criar novos espectáculos, performances, exposições, instalações, filmes, seminários e propostas de programação transdisciplinar.

A 18 de Março às 17h na Fábrica do Braço de Prata partilhamos com todos aqueles que colaboraram, participaram e assistiram a este intenso percurso de criação, experimentação e promoção, um olhar centrado nos eixos fundamentais de acção:

 > Vo’Arte e o trabalho com a comunidade
 > Vo’Arte e o trabalho na arte inclusiva
 >  Vo’Arte e o trabalho na programação cultural contemporânea
 > Vo’Arte e o trabalho transdisciplinar

PROGRAMA

EXPOSIÇÕES | 7 A 18 MARÇO
Da Pele à Pedra de A. Roque
CiM – Companhia Integrada Multidisciplinar de Cláudio Ferreira
PERFORMANCES | 18 MARÇO
CiM – Companhia Integrada Multidisciplinar
Artistas Convidados
DOCUMENTÁRIOS | 18 MARÇO
Da Pele à Pedra de Pedro Sena Nunes
PT-ES de Pedro Sena Nunes
 
VENHAM CELEBRAR CONNOSCO!

Fábrica do Braço de Prata
Rua da Fábrica de Material de Guerra, nº1 (Lisboa)
Como chegar:
Carris

Links
Site Vo'Arte
Facebook Vo'Arte
Fábrica do Braço de Prata
HOPE DE PEDRO SENA NUNES
EM DESTAQUE NO FESTIVAL VIDET 2012 (Barcelona)
2 a 18 de Março / Capella de Sant Joan Vilafranca del Penedès



Hope, curta-metragem experimental/vídeo-dança grande vencedor do Panorama Português no Fantasporto 2011, vai estar em loop durante 17 dias, o mais longo período concedido a exibições no âmbito do Festival Videt 2012. Hope é a única obra Portuguesa seleccionada para este Festival, que apresenta também uma larga selecção de Cuba e Hungria, bem como instalações e workshops de autoria venezuelana e espanhola.

Na esfera da prisão aquática do desejo, Hope concebe o encontro animal entre o homem e a mulher. A mulher entrega-se a uma existência subtil, graciosa. A fusão com aquilo que a natureza em si desperta fá-la desdobrar-se em novos mundos, mundos de fome, sobrevivência, lassidão; sublime realidade. Gera-se uma nova vida; move-se, respira, subsiste num lugar de ecos embrionários. Oacordar do toque na matéria densa fá-la-á por fim confrontar-se com a sua própria efemeridade e o poder destrutivo da criação. O Homem a aparecer e a desaparecer.

Hope foi também seleccionado para o novo Madeira Film Festival, entre 2 a 6 de Maio, onde será exibido na secção de curtas-metragens.
 


FICHA ARTÍSTICA
ARGUMENTO E REALIZAÇÃO Pedro Sena Nunes
TEXTO Rui Paiva
INTERPRETAÇÃO Ana Rita Barata
FICHA TÉCNICA
CÂMARA Vasco Pinhol
SOM Pedro Sena Nunes
MÚSICA Vasco Pinhol
EDIÇÃO Petar Toskovic
DESIGN GRÁFICO Igor Branco
PRODUÇÃO Sara Vizinho ePedro Sena Nunes
PRODUÇÃO GERAL Associação Vo’Arte



Links:
Video Hope
Blog Pedro Sena Nunes 
Festival Videt 
Site Vo’Arte
MASTERCLASS DOCUMENTÁRIO com Pedro Sena Nunes

Algarve Film Commission | Cacela Velha (Vila Real-Faro)

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

17 Fevereiro das 14h30 às 18h


Participação gratuita mediante inscrição













Enquanto os documentários nos mostram imagem de um mundo que existe fora dessas imagens, a ficção constrói um mundo para o qual nos transporta. O que impede o documentário de ser uma ficção é a recepção. Manuela Penafria
 
Pedro Sena Nunes realiza documentário desde 1995, ano em que dá início ao projecto Microcosmos com o filme Margens (6 vezes premiado). Desenvolve uma relação muito particular entre facto e cinema, fruto de um rigor no registo permitido pela imersão no real e por princípios muito claros do que entende como técnica e estética cinematográfica documental. Se colocada a questão sobre o que é o Documentário, provavelmente, a primeira ideia que surge, e que o diferencia de outro género cinematográfico, é o facto destas imagens serem vizinhas do real e do espontâneo. O documentário é sem paralelo a interpretação criativa de uma realidade e investe no registo de aspectos relevantes da nossa existência, geralmente não-actores, cuja observação seja importante. O documentário é um processo criativo com propósitos que apelam à lógica e às emoções. A ideia é documentar a vida.

A Masterclass insere-se no âmbito do projecto DOCUMENTAR, promovido pela FILM COMMISSION com apoio do PRODER (GAL Interior Algarve Central e GAL Terras do Baixo Guadiana).

Inscrições gratuitas aqui

Links:


FRAGILE
Workshop Dança / Movimento para Cegos, Bailarinos e Técnicos
Projecto europeu de dança inclusiva que visa a integração de pessoas cegas e com baixa visão nas artes performativas
Orientado pela coreógrafa norueguesa Kjersti Engebrigtsen

Inscrições Abertas
Participação gratuita mediante inscrição de utentes de Associações ou Organizações de deficiência visual 
Restantes participantes: 20€
12 a 16 de Março (5 dias)
Horários > 10h às 12h30 ou 14h às 16h30 ou 17h30 às 19h30
(cada turno = 20 vagas, metade deficientes visuais)
Local >
10h às 12h30 e 14h às 16h30 / Estúdios da Companhia Nacional de Bailado*
17h30 às 19h30 / Espaço a confirmar, central, acessível e próximo de transportes públicos
No âmbito do projecto Europeu FRAGILE, decorrerá entre 12 e 16 de Março um workshop orientado pela coreógrafa norueguesa Kjersti Engebrigtsen incluindo pessoas com deficiência visual, técnicos e profissionais das artes performativas. Kjersti desenvolve desde 1987 uma metodologia pessoal de trabalho com cegos e pessoas com baixa visão, no que entende ser um processo progressivo de libertação pelo conhecimento do corpo, a partir do estudo prático desenvolvido no seu mestrado e da longa experiência de prática educativa com crianças cegas, bem como da criação de espectáculos de dança inclusiva, prática pioneira na Noruega.

Segue em anexo documento descritivo do workshop e metodologia a seguir, bem como ficha de inscrição.
Prazo máximo de inscrição: dia 5 de Março (2ª feira).
Considera-se válida a inscrição apenas após devolução da ficha devidamente preenchida e pagamento (quando aplicável) para: info@voarte.com

FRAGILE une a experiência de coreógrafos provenientes da Noruega, Estónia e Portugal, que vão em conjunto procurar encontrar novos métodos de trabalho nesta área durante um período de dois anos. Entre 2011 e 2013 decorrerão workshops nos três países, orientados pelos três coreógrafos, visando a difusão dos fins terapêuticos da dança para cegos e possibilidade da sua habilitação profissional no âmbito artístico. A partir da participação nos workshops, serão seleccionados intérpretes cegos e profissionais em cada país, para colaborar num espectáculo final apresentado em Abril de 2013 em Portugal, com posterior circulação pelos 2 países parceiros ao longo do ano. FRAGILE inclui também a realização de seminários em torno da inclusão pela arte no caso específico da deficiência visual e a produção de três documentários que registam o processo. Pedro Sena Nunes será o realizador português.

* Estúdios da Companhia Nacional de Bailado
Rua Vítor Cordon, nº 20, Lisboa (Chiado) > próximo do Museu Nacional de Arte Contemporânea e   
do Teatro Nacional São Carlos

Transportes:
Metro Baixa-Chiado (linha azul/verde) > 5 minutos a pé, uma rua
Eléctrico 28 (Campo de Ourique – Martim Moniz) > à porta

Contactos (informações, inscrições):
Associação Vo’Arte
Tel: 213932410 | Tlm: 914040471
E-mail: info@voarte.com (Clara Antunes)

Links: