HÁ TOURADA NA ALDEIA //
DOCUMENTÁRIO E PATRIMÓNIO RURAL
S. Lourenço Montaria, Viana do Castelo / 29 a 31 de Julho
Exibição: 29 de Julho sexta-feira / 22h
Entrada livre


Documentários ao ar livre
de Pedro Sena Nunes, Carlos Eduardo Viana e Franz Simon, Ernesto Veiga e Benjamin Pereira
Música / Dança / Gastronomia tradicional / Fotografia rural

Iniciativa na área do cinema e património organizada pela Associação Ao Norte e Junta de Freguesia da Montaria, pretende reflectir, através do documentário, sobre as mutações do mundo rural. As profundas transformações sofridas nas últimas décadas impactaram extraordinariamente no mundo rural, sendo visíveis na sociedade, na paisagem, na tecnologia, nos modos de vida.
Documentário e património Rural tem como objectivos promover o documentário e o filme etnográfico; contribuir para o registo de uma memória audiovisual da região e valorizar o património e os recursos endógenos.

HOPE NO FUSO //
ANUAL DE VÍDEO-ARTE INTERNACIONAL DE LISBOA

// Exibição
29 de Julho sexta-feira / 23h30 (1ª sessão às 22h)
Claustro do Museu de História Natural
// Entrega de prémios secção Competitiva Portugal

30 de Julho sábado / 22h
Jardim da Carpe Diem Arte e Pesquisa
Entrada livre!



Depois da vitória no Fantasporto, Hope é seleccionado para a secção competitiva Portugal do FUSO, sob direcção artística de Jacinto Lageira. Plataforma de divulgação da vídeo arte portuguesa e sua integração com outros autores internacionais, o FUSO posiciona-se a cada ano como festival de referência nesta área, reunindo em torno de um tema específico o que de mais interessante se tenha produzido.

“O fixo é movente” é o tema exposto por Jacinto Lageira para a edição de 2011 do FUSO. Segundo o professor de estética e crítico de arte “as imagens estão sempre no tempo, decorrem dentro do tempo, estão na consciência temporal do espectador, e contêm um tempo histórico que é necessariamente diferente para todos”. Como tal, “não existem imagens fixas; tudo é movente.”
Para além da secção competitiva o FUSO tem como linhas de programação um programa monográfico dedicado a um autor de referência nas áreas do cinema experimental e da vídeo arte, programado por curadores convidados pela direcção do festival e um programa temático, onde cada curador convidado pelo festival traça um percurso compreensivo através de diversos autores.

Participem no FUSO de 26 a 30 de Julho de 11 numa Lisboa de terraços, jardins e esplanadas!
+ INFO FUSO

Localização
// Museu de História Natural (29 julho)
Rua da Escola Politécnica, 58
Metro: Rato (linha amarela)
Autocarros: 58 e 773

// Carpe Diem Arte e Pesquisa (30 Julho)
Rua de O Século, 79, Bairro Alto
Metro: Baixa-Chiado (linhas verde e azul)
Eléctrico: 28E / Autocarro: 92